Safra 2017/18 não deve ser fácil para a Argentina, diz climatologista

Publicado em 28/08/2017 10:06
1547 exibições

LOGO nalogo

Em entrevista para a Bolsa de Comércio de Rosario, o climatologista argentino José Luis Aiello declarou que a safra de verão 2017/18 "não será fácil" para a Argentina.

A cerca de 15 dias de iniciar o plantio de milho, não há indícios de que um fenômeno como o El Niño possa incidir sobre as lavouras, mas "vai ser determinante o comportamento os fenômenos regionais", como aponta Aiello. As chuvas devem ser intensas e aleatórias, afetando a maior parte das províncias produtoras de grãos.

Com isso, os alagamentos e inundações devem ter continuidade. Grande parte da região está com lençóis freáticos muito altos e as ondas de calor devem estar presentes. O comportamento do clima pode fazer com que as tendências nos rendimentos dos grãos desta safra sejam alcançadas.

Durante o ano de 2017, na visão do climatologista, a Argentina deve superar as marcas médias de chuvas em grande parte da região produtora de grãos.

Para Aiello, o momento será de atenção para saber em que local e em qual estado do cultivo as condições climáticas vão ser alarmantes - e é por este motivo que ele aposta na dificuldade para 2017/18.

Com informações da Bolsa de Comércio de Rosario

Por: Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário