Argentina: Bolsa de Rosario adverte que mudanças nos direitos de exportação do complexo soja afetarão economia do país

Publicado em 15/08/2018 10:44
211 exibições

A Bolsa de Comércio de Rosario (BCR) advertiu que a decisão do governo argentino de suspender por seis meses a redução dos direitos de exportação (retenciones) sobre o óleo e o farelo de soja, bem como equiparar a alíquota desses produtos ao grão de soja, "provocará um impacto muito grave em toda a agroindústria".

Além disso, a BCR também prevê uma queda no preço local da oleaginosa, um dado tão grave quanto, já que a maioria das empresas agroexportadoras que operam em Gran Rosario são referência nacional para a cotação dos grãos.

Para a entidade, a medida "causa grande preocupação pelos gravíssimos efeitos que sua implementação provocará na cadeia de comercialização da oleaginosa" e que poderá "agravar o déficit comercial e limitar a principal fonte de obtenção de renda, potencializando a vulnerabilidade da macroeconomia argentina".

Vale lembrar que os derivados de soja são a principal fonte de dólares do país: duas de cada dez exportações são provenientes desse complexo.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: Agrovoz

Nenhum comentário