Soja fecha com leves altas nesta 2ª feira e mantém preços estáveis no mercado brasileiro

Publicado em 17/12/2018 18:06
409 exibições

LOGO nalogo

Os preços da soja fecharam o pregão desta segunda-feira (17) em campo positivo na Bolsa de Chicago. O mercado trabalhou em alta durante todo o dia nesta primeira sessão da semana, retomando parte da baixa acumulada na última semana e também, segundo analistas internacionais, com expectativas de mais compras de soja da China nos EUA. 

Na semana passada, a nação asiática fez algumas compras no mercado norte-americano de quase 2 milhões de toneladas, via estatais. O volume já estava sendo esperado pelo mercado e acabou "frustrando" os traders. 

E com a guerra comercial China x EUA ainda em foco, os participantes do mercado esperam pelas próximas notícias vindas de algum dos dois países e quais serão seus próximos movimentos. Nesta segunda, novas compras chinesas ainda não foram anunciadas. 

"Certamente há quem acredite que a China venha a mercado para mais soja. Ainda não vimos novos anúncio, mas esperamos vê-los nos próximos dias", disse o analista internacional Mark Gold, da Top Third Ag Marketing in Chicago à Reuters Internacional. 

Ainda nesta segunda, um bom dado que deu suporte às cotações foram os números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) sobre os embarques norte-americanos, que vieram acima do esperado. 

Os Estados Unidos embarcaram, na semana encerrada em 13 de dezembro, 974,876 mil toneladas de soja e o volume ficou acima das expctativas do mercado que variavam entre 600 mil e 900 mil toneladas. Em toda a temporada, os embarques já somam 15.159,894 milhões de toneladas, contra mais de 25 milhões do ano passado, nesse mesmo período. 

Ademais, o mercado viu ainda os fundos ajustando suas posições para começar a fechar o ano, buscando equilíbrio e bom posicionamento à espera do que reserva 2019. 

"Para a soja-grão, o total líquido soma 11mil contratos no lado da venda, sendo a menor posição vendida desde junho deste ano, quando a
Guerra Comercial fomentou o movimento de venda especulativa da soja, que previa a falta de demanda para a oleaginosa norte-americana", diz o boletim da ARC Mercosul.

Mercado Nacional

No mercado nacional, as cotações fecharam com estabilidade na maior parte das praças de comercialização e nos portos do país nesta segunda-feira. 

Em Paranaguá, já não há referência para a soja disponível, enquanto a safra nova fechou o dia com R$ 81,50, estável. Em Rio Grande, queda de 0,62% no disponível e para janeiro/19, terminando ambos os indicativos nos R$ 80,00 por saca. 

O mercado segue travado, mas como necessidade de melhora, como explica o consultor de mercado Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting. "O mercado da soja no Brasil nesta nova semana de começo de dezembro, normalmente é de negócios, porque muitos produtores deixam parte do grão para vender em dezembro e ter caixa para tocar as contas na virada do ano e assim pode ter um momento favorável, porque os indicativos estão bons e podem ficar melhores e desta forma pode abrir espaço para que novos fechamentos venham a se confirmar". 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário