"Conversas com a China vão bem", diz Trump e soja fecha mais uma vez estável em Chicago

Publicado em 19/03/2019 16:05 e atualizado em 19/03/2019 21:15
724 exibições

LOGO nalogo

"A China está indo muito bem. As discussões com a China estão indo muito bem", disse o presidente Donald Trump após a coletiva dada ao lado de Jair Bolsonaro nesta tarde de terça-feira (19) em Washington. E é isso que se sabe, até este momento, sobre a guerra comercial China x EUA que segue em andamento. 

Diante dessa falta de direção e de novas informações, os preços da soja negociados na Bolsa de Chicago mais uma vez fecharam com estabilidade. A commodity terminou a sessão com pequenas baixas de pouco mais de 2 pontos entre os principais vencimentos. 

Assim, o maio/19 encerrou o dia cotado a US$ 9,03 por bushel, enquanto o agosto/19 foi a US$ 9,23 nesta terça. Ao longo do dia, as cotações até chegaram a testar leves altas, mas não as sustentaram. 

Há informações de todos os tipos neste mercado no momento e, embora o nível especulativo esteja bastante elevado, as reações das cotações seguem limitadas, com os traders ainda muito cautelosos. 

Os fundos investidores estão carregando uma posição vendida recorde - próxima de 10 a 12 milhões de toneladas - no aguardo de qualquer informação que possa promover uma reversão dessa posição, ou ao menos de parte dela. E enquanto isso não chega, segue a cautela e o caminhar lateralizado das cotações. 

Ao lado dessa questão, começam ainda a ser observadas as questões ligadas ao início da nova safra de grãos dos Estados Unidos. Os trabalhos de campo com o miho deverão ser iniciado nas próximas semanas e chuvas intensas chegam ao Meio-Oeste americano nesta semana, causando enchentes bastante severas em importantes regiões produtoras. 

O frio intenso continua, as baixas temperaturas - em alguns locais até abaixo de zero em um momento atípico - também permanecem e as previsões indicam mais chuvas para os próximos dias. O Serviço Nacional de Meteorologia afirma ainda que os níveis da água continuarão subindo nesta semana. 

Leia também:

>> Enchentes nos EUA destroem silos e travam logística no Corn Belt
 

"Estamos prevendo inundações de amplo alcance e que podem continuar, pelo menos, até o começo da próxima semana nas Planícies e no Meio-Oeste", diz o meteorologista Marc Chenard, do Weather Prediction Center à Reuters Internacional. 

E veja mais:

>> Nível da água deve continuar subindo no Meio-Oeste e Planícies dos EUA

EUA e China retomarão negociações comerciais na próxima semana, diz autoridade norte-americana

(Reuters) - O representante comercial dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, planejam viajar para a China na próxima semana para outra rodada de negociações comerciais com o vice-premiê chinês, Liu He, disse uma autoridade do governo do presidente norte-americano, Donald Trump, nesta terça-feira.

A retomada da negociação presencial, a primeira desde que Trump atrasou o prazo de 1º de março para aumentar as tarifas sobre importações chinesas no valor de 200 bilhões de dólares, foi relatada pela primeira vez pelo Wall Street Journal.

Segundo o jornal, que cita autoridades do governo norte-americano, He irá a Washington na semana seguinte.

As negociações entre a China e os EUA estão nas etapas finais, com uma data-alvo para o acordo até o final de abril, de acordo com a reportagem.

Washington e Pequim adotaram tarifas de importação sobre os produtos um do outro que custaram bilhões de dólares às duas maiores economias do mundo, afetaram os mercados e prejudicaram cadeias de oferta e de indústria.

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário