Soja volta a subir em Chicago na tarde desta 2ª feira com especulação sobre plantio nos EUA

Publicado em 10/06/2019 13:18
1806 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja voltou a subir nesta segunda-feira (10) na Bolsa de Chicago. Os preços da oleaginosa, por volta de 13h (horário de Brasília), registravam ganhos de mais de 8 pontos em seus principais vencimentos, depois de iniciarem o dia operando em campo negativo.

Os ganhos vêm após baixas consecutivas na última semana, quando o mercado aproveitou o momento para realizar lucros e também com o mercado se reposicionando antes da chegada de informações importantes sobre a safra americana nesta semana. 

Além disso, os embarques semanais acima das expectativas também contribuíram com a reversão movimento na CBOT, segundo explicam analistas e consultores. O total ficou em mais de 700 mil toneladas, enquanto o mercado esperava por algo entre 440 mil e 630 mil toneladas. 

SAFRA DOS EUA

O mercado mantém seus olhos todos voltados ao Corn Belt, às condições de clima e das lavouras norte-americanas. Segundo analistas internacionais, os produtores esperam por uma outra janela de plantio considerável nesta semana. 

"Os traders continuarão a prestar atenção nas previsões climáticas, ao mesmo tempo em que analisam os relatórios do USDA que serão divulgados nesta semana", diz a consultoria. 

Hoje, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos traz seu boletim semanal de acompanhamento de safras e as expectativas indicam o plantio da soja concluído em algo entre 55% e 57% da área, contra 39% da semana anterior. Para o milho, a projeção é de 80% a 85%, contra 100% do ano passado e da média dos últimos cinco anos. 

Além disso, ainda neste reporte chegam os primeiros índices das condições de lavouras nos EUA. Se espera que as plantações do cereal estejam entre 62% e 63% dentro da classificação de boas ou excelentes condições. 

E amanhã, o departamento traz seu reporte mensal de oferta e demanda, onde pode reduzir área, produção e produtividade de soja e milho dos EUA, ainda segundo as expectativas do mercado. 

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário