Soja segue em queda nesta 2ª feira na Bolsa de Chicago ainda com pressão EUA x China

Publicado em 05/08/2019 08:34 937 exibições

LOGO nalogo

Nesta segunda-feira (5), mais uma vez, os preços da soja recuam na Bolsa de Chicago e, por volta de 7h55 (horário de Brasília) perdia entre 6,50 e 7 pontos nos principais contratos. O agosto, que está nos seus últimos dias de negociações, era cotado a US$ 8,43 por bushel, enquanto o novembro, referência para a nova safra americana, tinha US$ 8,61. 

O mercado sente a pressão das condições favoráveis para o desenvolvimento das lavouras norte-americanas, apesar de algumas dificuldades comerciais ainda estarem sendo registradas, e nas previsões indicando um cenário ainda bom para os próximos dias, ao mesmo tempo em que divide suas atenções com os problemas da guerra comercial. 

"Os traders estão preocupados com a possibilidade de que a China cancele volumes de soja já comprados, mas ainda não embarcados nos EUA depois da última escalada das tensões comerciais", acreditam os analistas da consultoria internacional Allendale, Inc. 

Ainda nesta segunda, o mercado se atenta ao novo boletim semanal de acompanhamento de safras que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz às 17h (horário de Brasília). A exepctativa dos traders é de que o índice de lavouras em boas ou excelentes condições em 54%. 

Veja como fechou o mercado na última sexta-feira:

>> Soja: Mercado brasileiro termina semana com mais oportunidades, mas preços ainda limitados

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário