Soja inicia semana operando em alta na Bolsa de Chicago e aguarda dados do clima

Publicado em 21/10/2019 07:22 e atualizado em 21/10/2019 11:27
2602 exibições

LOGO nalogo

Segunda-feira (21) de preços em alta para a soja na Bolsa de Chicago. Os futuros da oleaginosa começam a semana operando em campo positivo e, por volta de 7h50 (horário de Brasília), subindo entre 4,25 e 6,75 pontos nos principais contratos. Assim, o novembro/19 tinha US$ 9,38 e o maio/20, US$ 9,74 por bushel. 

O mercado internacional, segundo explica Steve Cachia, encontra suporte no fator clima. De acordo com o consultor da AgroCulte e da Cerealpar, as incertezas na conclusão da safra dos EUA - com condições adversas em alguns locais para o desenvolvimento da colheita - e as adversidades no Brasil atraem a atenção dos traders. 

"A semana não tem importantes dados oficiais novos e, portanto, o tom vai ser em função dos resultados de acompanhamento da colheita que o USDA divulga hoje após o fechamento (17h Brasília)" diz. 

No Brasil, até a última sexta-feira (18),  o plantio já havia sido concluído em 23% da área, de acordo com números da ARC Mercosul. E com as chuvas dos últimos dias, as expectativas são de que os trabalhos de campo podem ter evoluído consideravelmente neste final de semana. 

Veja mais:

>> Plantio da soja chega a 23% da área no Brasil e ritmo supera média dos últimos 5 anos apesar das adversidades climáticas

Ao lado destas informações, qualquer nova informação relacionada às questões China x EUA também podem ter um peso maior sobre o andamento dos preços na CBOT. Os participantes do mercado se atentam à notícias de novas compras e do andamento da chamada 'fase um' do acordo parcial firmado entre os dois países. 

Cachia alerta ainda para a necessidade de o mercado brasileiro seguir acompanhando o andamento do dólar e sua influência na formação dos preços no Brasil. "Principalmente porque as polêmicas relacionadas às questoes políticas brasileiras não param e podem influenciar o mercado financeiro, que pelo menos até agora não deixou ser influenciado", diz.

E leia ainda sobre o fechamento do mercado na última sexta:

>> Soja fecha com ligeira alta em Chicago nesta 6ª, mas ainda cautelosa diante do quadro China x EUA

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário