HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Soja em Chicago fecha estável ganhos nesta 4ª feira e aguarda por novidades

Publicado em 13/11/2019 16:10
592 exibições

LOGO nalogo

A inércia do mercado da soja na Bolsa de Chicago se manteve durante todo o pregão desta quarta-feira (13) e os futuros da oleaginosa encerraram o dia com leves variações, sem definir muito bem uma direção, mais uma vez. 

As informações com as quais contam os traders neste momento continuam insuficientes para movimentar os preços de forma mais agressiva e acabam por mantê-los confinados em um mesmo intervalo há meses. E sem novas notícias, o confinamento tende a se manter. 

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) informou, nesta quarta, uma nova venda de soja americana da safra 2019/20 de 106 mil toneladas para a China e a reação do mercado foi quase nula. São necessários números mais fortes, mais robustos que indiquem uma volta efetiva da demanda da nação asiática ao mercado norte-americano. 

"A soja se mantém estável mesmo sem ninguém ter certeza sobre o status das negociações entre China e Estados Unidos em meio à guerra comercial", disse o analista sênior de grãos do portal Farm Futures, Bryce Knorr. 

Entre os analistas internacionais, ainda se comenta a falta de novidades entre os últimos números do USDA que foram reportados em seu boletim mensal de oferta e demanda da sexta-feira, dia 8 de novembro. Eram esperados importantes ajustes na produção americana que, ao não serem confirmados, ajudam a manter as cotações ainda mais pressionadas. 

Os traders se atentam ainda à fase final da colheita nos EUA e, de acordo com o último boletim semanal de acompanhamento de safras do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) mostrou que os trabalhos de campo foram concluídos em 85%, contra 83% das expectativas do mercado. Eram 87% em 2018 e 92% na média de 5 anos. 

Ainda no radar do mercado segue também o desenvolvimento da safra da América do Sul. No Brasil, o plantio segue caminhando, porém, com alguns problemas ainda pontuais e que preocupam produtores. As chuvas seguem atrasadas para partes da região do Matopiba, de Mato Grosso do Sul, Goiás e onde o plantio, em consequência deste cenário climático, também se mostra irregular. 

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário