Soja cai forte nesta 2ª em Chicago com nova despencada do óleo e clima no Corn Belt

Publicado em 14/06/2021 07:34 e atualizado em 14/06/2021 08:07 7445 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja tem baixas agressivas nesta manhã de segunda-feira (14) na Bolsa de Chicago, dando início à mais uma semana com foco nas questões climáticas no Meio-Oeste americano. "O mercado de grãos caia forte na abertura durante a noite deste domingo diante das previsões mostrando um tempo mais úmido nos EUA nos próximos 8 a 14 dias. O calor também parece estar menos intenso. No entanto, os próximos dias ainda deverão ser, em sua maioria, mais secos", disse a especialista internacional Karen Braun. 

Clima nos EUA 8 a 14 dias - Fonte: NOAA

Previsão de chuvas para os EUA de 21 a 27 de junho

Clima nos EUA 8 a 14 dias - Fonte: NOAA

Previsão de temperaturas para os EUA de 21 a 27 de junho

Assim, por volta de 7h35 (horário de Brasília), as cotações cediam entre 26,25 e 35 pontos, com o recuo mais intenso sendo observado nos contratos mais distantes. Assim, o julho já operava abaixo dos US$ 15,00 - depois de ter tocado nos US$ 16 na semana passada - e era negociado a US$ 14,82 por bushel. Já o novembro tinha US$ 14,02. 

O novo boletim semanal de acompanhamento de safras do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) chega nesta segunda-feira, após o fechamento do mercado, e poderá mostrar o plantio da soja já concluído. Assim, as atenções seguem sobre as condições das lavouras norte-americanas. 

Ainda segundo Braun, os produtores continuam relatando campos em "boa forma", com boas perspectivas em torno do potencial produtivo, "especialmente se as chuvas chegarem". Caso as previsões se confirmem, com bons volumes na semana que vem, a polinização do milho pode passar por um bom momento, e a soja também pode ser bastante favorecida. 

Os pontos de atenção, no entanto, continuam sendo as Dakotas e Minnesota. Há relatos da necessidade de replantio  por diversos produtores, as chuvas seguem limitadas e os traders permanecem atentos. 

Além do clima, o mercado da soja em grão continua sendo pressionado também pelas queda dos futuros do óleo, que nesta segunda-feira se aproximam de 4% mais uma vez, dando continuidade à despencada da última sexta (11). Assim, caem também os preços do farelo de soja, mais de 1% na CBOT. 

"Na sexta-feira, circularam  rumores de fontes ligadas ao presidente Joe Biden de que o mesmo estaria estudando possível redução nos mandatórios de biocombustíveis, o que poderia reduzi a demanda por óleo de soja e também por milho. Essas reduções, caso venham a ser implementadas, poderiam, momentaneamente, reduzir a pressão sobre os estoques americanos, o que vem se traduzindo em forte pressão de venda desde a última sexta", explica a Agrinvest Commodities. 

Veja como fechou o mercado na última semana:

+ Brasil termina semana negociando mais de 1 mi de t e preços acima de até R$ 178 na safra velha

+ Queda forte do óleo de soja, após sinal de mudanças na política de biocombustíveis dos EUA, ajudou a pressionar grãos na CBOT

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Adilson Dilmar Dudeck Cascavel - PR

    "Enquanto as planícies do norte lutam contra uma secura anormal, a história foi bem diferente nas planícies do sul. Em Arkansas, chuvas fortes e enchentes nos primeiros 10 dias de junho deixaram campos de algodão, amendoim, milho, arroz e soja submersos, principalmente nas partes sul e leste do estado. As primeiras estimativas do Arkansas Farm Bureau sugerem que as perdas na receita para a agricultura podem chegar a US $ 310 milhões devido às inundações. Pode haver uma breve pausa na precipitação excessiva em meados de junho, mas quando olhamos para a segunda metade de junho, mais problemas podem estar no horizonte.

    WeatherTrends360 está monitorando o potencial de um sistema tropical no Golfo do México até o terceiro fim de semana de junho de 2021. Embora seja muito cedo para determinar a trilha exata ou a intensidade da tempestade, como em qualquer sistema tropical, o influxo de umidade tropical aumentará preocupações com inundações, especialmente em uma já saturada Costa do Golfo. Vários meses atrás, a WeatherTrends360 divulgou sua previsão para a temporada de furacões no Atlântico de 2021 , que prevê uma temporada mais ativa do que o normal."

    https://www.agriculture.com/weather/news/feast-or-famine-deepening-drought-in-the-corn-belt-but-flooding-in-the-south

    Estão manipulando os preços descaradamente. O clima americano não esta nada bem.

    0
    • Adalberto José Munhoz Campo Mourão - PR

      Interessante lavouras caindo no índice de qualidade em todos os boletins e a soja despencando...

      0
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      Penso que aqui pouca gente sabe, mas antes de ambos os relatórios, USDA e Conab, eles se juntaram e fizeram uma "live" que está disponivel no you tube.

      0
    • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

      Talvez eu esteja muito enganado, e como isso perderei dinheiro, mas 30% de perda na safrinha de milho já me parece pouco provável. As últimas chuvas, foram duas, ajudaram pouco. O que quero dizer é que a situação que o Brandalizze mostrou no programa com o João Batista, é de um milho meia boca e outro péssimo, como estão a maioria das lavouras de milho no Brasil inteiro. Umas com 30% de perda e outras com perda total. A média disso não é dificil de imaginar.

      0
  • Adilson Dilmar Dudeck Cascavel - PR

    "A seca está se aprofundando em muitas áreas importantes do Cinturão do Milho com o Monitor de Secas dos EUA, lançado em 10 de junho de 2021, indicando uma intensificação das condições de seca do leste de Dakotas e Nebraska para o leste de Michigan e norte de Indiana e Illinois. Em Iowa, quase 89% do estado está agora em algum nível de seca ou seca anormal. A previsão para a precipitação é sombria, de acordo com WeatherTrends360 , e a semana que termina em 17 de junho está prevista para ser a terceira mais seca em mais de 30 anos para o Corn Belt. O clima quente nesta semana irá acelerar as condições de secagem em partes do cinturão do milho oeste e central."

    https://www.agriculture.com/weather/news/feast-or-famine-deepening-drought-in-the-corn-belt-but-flooding-in-the-south

    Alem de não justificar essas baixas, pelo clima, a tendência é de alta e ainda mais se o clima piorar no "Corn Belt" americano.

    2
    • Geovani Salvetti Ubiratã - PR

      EUA já começou a safra com uma das maiores secas em 30 anos com 61% com nível de estresse hídrico... É seca severa...e os mapas Europeus mostrando agravamento para as próximas semanas...

      1
    • Carlos William Nascimento Campo Mourão - PR

      Não se preocupem. a Conab já enviou técnicos para lá . Vão resolver o problema da queda de produtividade elaborando relatórios mais favoráveis aos compradores.

      1
    • Adalberto José Munhoz Campo Mourão - PR

      Se depender da famosa Conab com certeza vai estar tudo as mil maravilhas.

      1
    • nilo otavio baqueta Mamborê - PR

      Estranho hoje (ontem) saiu relatorio do usda indicando piora nas lavouras americanas , estranhamente a soja teve um dia tenebroso na bolsa de Chicago e dólar, vejo vc falar desse cavalinho que passou encilhado, mas to achando que armaram alguma armadilha pra ele..., tomara que ele não tenha caido nela.

      0
    • Nadir Sousa

      E o povo discutindo "motociata" e copa América. Será que não tem problemas mais graves para preocupar?

      2
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Correto NADIR... Poderíamos começar a discutir VOTO IMPRESSO AUDITÁVEL ...

      6
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Senhores, existe um componente muito forte que influi no PREÇO ... Ele se chama VOLATILIDADE ... Então, enquanto as situações não se definem ... É esse SOBE & DESCE, A CURTO PRAZO... Agora para os que estão aprendendo com o Mauricio Bellinelo ... ... Têm outras "percepções" ... Os gráficos mostram o que vai ocorrer na colheita de 2022 !!!

      0