HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Mesmo com fim do vazio sanitário no MT e MS, altas temperaturas e pouca chuva podem atrasar plantio de soja

Publicado em 20/09/2021 15:11 e atualizado em 20/09/2021 16:57 323 exibições
Monitoramento por satélite da Geosys alerta para baixa umidade do solo nos estados produtores e máxima de até 44°C no Mato Grosso do Sul

Altas temperaturas e baixa precipitação nos próximos 10 dias devem atrasar o plantio da soja na chamada Zona da Soja, que inclui Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná. Segundo a Geosys Brasil, os modelos de previsão europeu (ECMWF) e americano (GFS) apontam para temperaturas acima dos 38°C e baixa umidade do solo na maior parte dos estados e norte do Paraná.

No Mato Grosso, o volume de chuvas em setembro deve ser maior do que nos últimos dois anos, mas a umidade do solo deverá continuar abaixo da média. As temperaturas máximas permanecerão acima da média, sendo que o modelo americano aponta para 45°C. Diante desse quadro, a expectativa é que os produtores aguardem a volta das chuvas para iniciarem o plantio de soja, mesmo com o fim do vazio sanitário no último dia 15, aponta Felippe Reis, analista de culturas da Geosys.

Em Goiás a previsão aponta para uma precipitação acumulada abaixo de 5 milímetros até o fim do mês (média de cerca de 35 mm). As temperaturas máximas devem ser mais altas do que nos anos anteriores, com umidade baixa. Caso a seca se estenda, é possível haver atraso no início do plantio da soja, como ocorreu em 2020. O vazio sanitário no estado terminará no dia 30.

No Mato Grosso do Sul, o modelo americano (GFS) prevê máximas acima dos 40°C até 22 de setembro (chegando a 44°C no dia 20). A precipitação acumulada no mês deve ficar abaixo de 15 milímetros - contra média de 90 mm. A associação entre alta temperatura e baixa precipitação deverá manter baixa a umidade do solo, levando os produtores a aguardarem a volta das chuvas para a semeadura da soja. O vazio sanitário terminou na última quarta-feira, dia 15.

Na macrorregião de Norte Pioneiro paranaense, onde estão os municípios de Jacarezinho até Curiúva, apesar de boas chuvas nos últimos dias, a previsão aponta para baixa precipitação na segunda quinzena do mês (ECMWF e GFS), mantendo baixa a umidade do solo, o que pode atrasar o início do plantio da soja na região.

Tags:
Fonte:
Geosys

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Geovani Salvetti Ubiratã - PR

    Paraná seco e sem previsões... atrasando soja e milho safrinha de novo...

    2