Soja: Clima seco e muito quente castiga lavouras da AMS e Chicago fecha em alta nesta 5ª feira

Publicado em 16/12/2021 17:38 e atualizado em 16/12/2021 18:21

Logotipo Notícias Agrícolas

Na carona do óleo de soja, que subiu mais de 2% somente nesta quinta-feira (16) na Bolsa de Chicago,os futuros do grão também encerraram o dia com boas altas, as quais variaram de 10,50 a 14,75 pontos nos principais vencimentos, com o janeiro valendo US$ 12,77 e o maio, US$ 12,84 por bushel. 

Além das altas do óleo - que vieram acompanhando o avanço do petróleo e alimentadas também por uma compra do derivado pela Índia nos EUA de 20 mil toneladas hoje - o mercado também continua muito atento ao clima na América do Sul. Os modelos seguem indicando poucas chuvas, escassas e mal distribuídas para os próximos dias, até a conclusão de 2021. 

Consultorias privadas ainda divergem sobre o tamanho das perdas que têm sido observadas na safra sul-americana em função das adversidades climáticas e, por isso, segundo explicam analistas e consultores, essa baixa na safra deverá ser efetivamente absorvida somente em janeiro. 

Caso elas venham a se confirmar e a depender de sua dimensão podem continuar provocando novas altas para a soja na Bolsa de Chicago. "Mas essa pode não ser um movimento duradouro", acredita Marcos Araújo, analista de mercado da Agrinvest Commodities. As exportações menores dos EUA neste ano comercial e a possibilidade de uma área de soja maior em detrimento do milho - por conta da alta intensa dos fertilizantes para a safra 2022/23. 

Veja a íntegra da entrevista de Araújo ao Notícias Agrícolas nesta quinta-feira:

+ Soja: clima seco na América do Sul e compra de óleo de soja americano pela Índia dão fôlego para altas em Chicago

O cenário mais severo ainda se observa no Sul do Brasil, partes da Argentina - onde o plantio está concluído em 69% - e no Paraguai. Os relatos dos produtores é bastante preocupante e trazem perdas irreversíveis, como é o caso de Ricardo Bagateli, de Alto Paraná Sul, no Paraguai. Ele contabiliza 6300 hectares na região sendo castigados pela seca e pelo calor intenso, ainda incapaz de contabilizar as perdas. 

"A quebra é bastante grande, a situação é muito complicada e toda nossa margem de lucro já foi. Agora estamos torcendo para conseguir cumprir os contratos", explica Bagateli. 

PR 13

PR 6

PR 11

PR 9
Fotos: Ricardo Bagateli

A realidade do produtor se repete em áreas do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, Paraná e em partes de Mato Grosso do Sul. Para a Argentina, os últimos dias foram de chuvas ligeiramente melhores, o que permitiu um avanço dos trabalhos de campo, mas com dias de precipitações limitadas nos próximos dias. 

"Algumas pequenas microrregiões, que receberam algumas chuvas no fim de semana,  a situação se amenizou um pouco, mas é muito pouco. A região de São Alberto,  referência importante para a soja do Paraguai, está  muito feia. Lavouras plantadas, a maioria em setembro,  estão morrendo dia após dias em pleno enchimento de grãos. O potencial é de apenas 30 sacas por hectare", relata o produtor rural Neivo Fritzen. 

As fotos abaixo foram enviadas ao Notícias Agrícolas por Edirlei Dalke e mostram os campos de soja sofrendo com efeitos da estiagem na região de Santa Rita, também no Paraguai. 

PY 1

PY 2

PY 3

PREÇOS NO BRASIL

Os preços da soja no mercado brasileiro acompanharam os ganhos em Chicago e encerraram o dia com altas que chegaram a 2,41%, como foi o caso de Ponta Grossa, no Paraná, levando a saca de R$ 170,00 no mercado física. E mais altas foram observadas em praticamente todas as praças de comercialização pesquisadas pelo Notícias Agrícolas. 

Nos portos, as referências fecharam o dia com estabilidade, se equilibrando entre as altas de Chicago e a baixa do dólar frente ao real. A moeda americana terminou a quinta-feira com R$ 5,68, perdendo 0,50%. Ainda assim, os preços são altos.

A soja disponível fechou com R$ 170,00 em Paranaguá, como referência, e em R$ 169,00 no terminal de Rio Grande. Para safra nova, R$ 164,00 e R$ 162,00, respectivamente. Para janeiro/22, em Santos, o dia fechou com R$ 163,00 por saca. 

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Gilberto Rossetto Brianorte - MT

    A se confirmar as previsões dos próximos 15 dias para região Sul, certamente o Brasil não colherá o que colheu ano passado. E com excesso de chuvas no Centro Oeste, a produção não será a esperada, ... soja quer sol também.

    2
    • Carlos William Nascimento Campo Mourão - PR

      Se as previsões se confirmarem, Paraná não colherá nem 4 mi de toneladas. Até domingo um número inimaginável de lavouras estarão mortas, e não produzirão um grãos sequer. 39ºC agora.

      2
    • Aloísio Brito Unaí - MG

      Falou tudo: "se as previsões se confirmarem".

      4
    • Luiz Alfredo Viganó Marmeleiro - PR

      Sujeito que dá "negativo" nos comentários realistas sobre a estiagem só pode ter sérios problemas cognitivos ou estar torcendo pra estiagem piorar!!! Não dá de entender...

      6
    • elcio sakai vianópolis - GO

      Luiz, tem meia dúzia de pessoas aqui no fala produtor, sendo pago apenas pra dar o negativo. Não adianta ficar contrariado, pois é esse o objetivo, quanto mais produtores deixarem de postar, mais força vai perdendo o site.

      8
    • Hilario Bussolaro Cascavel - PR

      Essas pessoas ,se é que dá pra chamar assim, ou não sabem ou não entendem nada do estão lendo. Acho que nós do agro, por não colocar ponto e vírgula, deixamos eles perdidos, mas e só esperar que eles vão entender quando eles forem nos mercados comprar a comida

      3
    • Aloísio Brito Unaí - MG

      Temos que aceitar as mentes diferentes, em seus limites e ideias. A democracia prevalece, o direito de escolha prevalece e estando tudo dentro das obrigações e direitos previstos pela lei para cada individuo, todos nós temos o direito da opinião própria. Que possam existir pessoas negativas e opostas por questões psicológicas ou deficiências, não cabe a nós limita-las. Sabemos que ter a escolha de acharmos o que é melhor para nós, prevalecerá.

      Até o momento, a humanidade, vem aumentando sua média de longevidade. Não sabemos o amanhã longínquo, portanto, vai saber se a China será o próximo império dominante do planeta… eu desconfio bastante.

      5
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. ALOÍSIO... Diz-se que a família é a "célula da sociedade"...

      Quantas vezes se descobriu que: O PAI ERA UM PSICOPATA & ESTUPRAVA AS FILHAS !!!

      & ...VENHO COM MEUS PITACOS ... "NÃO DEPOSITE SUAS FICHAS NO GOVERNO CHINÊS" !!!

      PRIMEIRO ... Porque eles (filosoficamente) são diferentes dos "ocidentais" ... No modo de pensar !!!

      SEGUNDO ... Desde 1949, estão sob o domínio de um sistema "derivativo" de governo das doutrinas marxistas.

      Não se esqueça que Marx era alemão e, na Alemanha, seu povo NUNCA aderiu tais doutrinas... POR QUE SERÁ ???

      Quanto aos chineses, é uma incógnita !!!

      4
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. ALOÍSIO, sou um velho matuto e, tento, dentro das minhas possibilidades, usar uma balança ...

      BALANÇA DO CONHECIMENTO...

      Só um exemplo: Quando alguém vê a "viola em cacos". Qual é a frase mais usada? Não é: MEU DEUS !!!

      Então, de onde que ele tirou isso? ...

      Não é o SEU MODO DE PENSAR CRISTÃO ?

      Veja que, SEMPRE EXISTE ... O PRINCIPIO !!!

      No caso dos chineses, seu modo de pensar não vem do Cristianismo mas, sim do Taoismo & Confucionismo e, lá no século passado, uma "força" governamental os conduziu ao Comunismo... Mas, não ao Comunismo puro... As "doutrinas" foram "derivadas" para melhor se adaptar ao sistema costumeiro de pensar. & até hoje, vemos um país de 1,4 BILHÕES DE PESSOAS SENDO CONDICIONADAS BOVINAMENTE !!!

      É UM CASO ÚNICO NO MUNDO !!!

      5