Produtor está gastando menos para controlar ferrugem - EMBRAPA

Publicado em 27/11/2008 15:56 1661 exibições
As estimativas de custo do controle químico da ferrugem asiática da soja, realizadas pela /Embrapa Agropecuária Oeste/ (Dourados, MS), mostram que, desde a safra 2004/05, os gastos vêm decaindo significativamente no município. Isso ocorre devido à redução dos preços dos fungicidas e ao aumento da oferta de produtos indicados para o controle da doença. A análise constata que o custo maior foi registrado na safra 2003/04, quando foram iniciadas as estimativas do custo para o controle da ferrugem. "Uma aplicação de fungicida, que naquela safra custava, em média, R$ 91,25, em 2008/09 está estimada em R$ 40,75. A redução é de 54,4%", diz o analista da Embrapa Alceu Richetti. O custo do controle químico da ferrugem é composto por duas partes: pulverização (máquina) e fungicida. Para calcular os gastos com aplicação, foram considerados os custos fixos (juros sobre o capital aplicado em máquinas, depreciação e seguro relativos a um trator de 86 cv + pulverizador de arrasto com tanque de dois mil litros e pulverizador autopropelido com tanque de dois mil lts) e os variáveis (mão-de-obra, manutenção das máquinas, combustível, etc). "O custo máquina por hectare de uma pulverização com trator e pulverizador de arrasto, foi estimado em R$ 11,10 e utilizando o pulverizador autopropelido foi de R$ 8,44", explica Richetti. Quanto aos gastos dos fungicidas, foram levantados os preços dos produtos em outubro de 2008. De acordo com as dosagens recomendadas, variam entre R$ 15,93 e R$ 40,25. Para os fungicidas aos quais se recomenda a aplicação de adjuvantes foi adicionado o custo dele. Assim, a aplicação (máquina + produtos) usando trator e pulverizador de arrasto ficou entre R$ 27,03 e R$ 57,05, e usando pulverizador autopropelido ficou entre R$ 24,37 e R$ 54,39. Dependendo do local de aquisição dos fungicidas, pode haver alteração nos valores. O analista destaca que o controle da ferrugem é altamente viável, considerando que, em condições ótimas para o desenvolvimento da doença, as perdas na produtividade da soja podem chegar a 80%. Uma redução relativa do custo do controle também pode ser observada quando ele for feito junto ao controle das doenças de final de ciclo. "Ao fazer o monitoramento adequado da lavoura, o produtor poderá constatar a necessidade de realizar mais de uma aplicação do fungicida, implicando em aumento dos custos do controle da doença", alerta Richetti.


Fonte: Safras & Mercado
Tags:
Fonte:
Safras & Mercado

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário