Produtores argentinos podem contrabandear semente de soja Bt RR2 do Brasil

Publicado em 16/06/2010 11:37 854 exibições
Uma polêmica em relação aos produtores argentinos de soja, com a multinacional Monsanto, volta tomar lugar na grande imprensa.

Na edição desta quarta-feira (16/06), o jornal Valor Econômico traz extensa reportagem a respeito da intenção de plantio, por parte do país vizinho, de uma nova geração de sementes geneticamente modificadas produzidas pela Monsanto que deverão ser exclusivamente comercializada pela empresa no Brasil.

O que ocorre, conforme a reportagem, é que sem conseguir cobrar royalties dos produtores argentinos, a multinacional Monsanto descarta vender sua nova tecnologia por lá enquanto não chegar a um acordo com eles.

A nova geração da semente, a Bt RR2, desenvolvida especialmente para o Mercosul é resistente não apenas ao glifosato, mas aos danos provocados pelos ataques de lagartas, com ganho de rendimentos em torno de 10%.

Atualmente, ela  está aguardando para entrar no mercado brasileiro apenas a regulamentação da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), mas já é alvo de desejo pelos produtores vizinhos, pois a empresa já anunciou que não irá disponibilizar o produto na Argentina.

Os produtores avisam que vão contrabandear a semente do Brasil e já deram até um nome a ela: “soja Ronaldinho”, numa alusão ao jogador de futebol brasileiro. No passado, as primeiras sementes transgênicas a chegarem no Brasil, via Rio Grande do Sul, eram chamadas de “Maradona”.

Um produtor da região de Santa Fé declarou ao jornal que “A não ser que ponham um chip em cada grão de soja, o contrabando será incontrolável”.

A reportagem encerra destacando que, se forem contrabandeadas, as sementes de soja vendidas no Brasil dificilmente poderão ser adaptadas nas províncias de Buenos Aires, Santa Fé e Córdoba, que têm clima diferente. Mas regiões a nordeste e noroeste como Tucumán, Chaco, Salta, Formosa e Santiago del Estero têm condições relativamente parecidas.

A previsão é de que a nova semente deverá estar à disposição o mercado brasileiro para a safra 2011/2012.

Tags:
Fonte:
Complexo Soja

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário