Lavouras de soja nos Estados Unidos sinalizam grande safra

Publicado em 27/08/2010 16:29 1919 exibições
Ricardo Lorenzet, analista de grãos da XPI Corretora, observa que a  safra norte-americana vem apresentando bons rendimentos, mas a questão é a disputa por terras no "corn bealt" para plantio de milho e trigo. O mercado está atento, e com o dedo no gatilho. Como a demanda chinesa continua firme, os preços se mantém em alta em plena "boca- da-safra". Acompanhem o relato de Lorenzet:

"João Batista, nesta sexta-feira andei conversando com produtores americanos de forma mais direta sobre a safra deles! E podemos concluir que as condições são favoráveis para eles. Há algumas áreas no sul e leste do cinturão (corn belt) e Delta (área vermelha) que, efetivamente, podem sofrer com a baixa umidade do solo. Outras áreas do centro-norte de Iowa e norte de Illinois e Winsconsin enfrentam excesso de umidade e, com isso, apresentam problemas de morte súbita (gosto de utilizar o termo podridão vermelha porque "morte súbita" é o sintoma que dá na planta em função da podridão vermelha...). A produtividade tende a ser muito similar ao reportado pelo USDA (49,3sc/ha) mas dificilmente atingirá o estimado pela Pro Farmer (50,3 sc/ha). Independentemente disso, sinaliza uma grande safra.

Ao meu ver João Batista, a queda recente dos prêmios no golfo sinaliza a percepção do mercado de que uma boa safra está próxima (o pessoal dos fretes de barcaça já elevou os preços). Ai você poderia me perguntar, e os preços vão derreter? Olha, podemos ver um mercado mais fraco agora, com a pressão de safra (costumo sempre dizer que os prêmios antecipam o movimento do futuro), mas esta queda, caso ocorra (os fundos ainda estão comprando ignorando este cenário de curto prazo), não deve ser intensa. dificilmente perdemos os US$ 9,50 e praticamente sem chance de perder os US$ 9,00.

Passada esta pressão, o foco se concentrará na safra sul-americana (já está bem seco no Brasil) uma vez que a demanda chinesa que não vai acalmar. Então, João Batista, esta questão da briga por área nos EUA será EXPLOSIVA -- todas as commodities estão com preços nas nuvens... e como todos precisam de área para atender a demanda, imagine se a América do Sul não colher uma grande safra.

Clique aqui para ampliar!
Clique aqui para ampliar!

RICARDO ELIAS LORENZET - XP Investimentos

Tags:
Fonte:
Redação NA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário