Falta de chuva ainda é o entrave principal para o plantio da soja em Mato Grosso

Publicado em 28/10/2010 07:39
520 exibições
A falta de chuvas é o principal problema constatado até o momento pelas equipes da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja- MT), que deram início anteontem à segunda etapa da rodada técnica do Aprosoja no Campo, cujo intuito é efetuar levantamento aprofundado das lavouras mato-grossenses, uma espécie de raio-X. 

Cerca de 16 municípios das regiões leste e sul do Estado serão percorridos até sexta-feira (29). Na primeira etapa, realizada nas regiões norte e oeste, técnicos da entidade constataram que alguns produtores já consideram a possibilidade de replantio de soja em áreas onde a semeadura foi antecipada, logo após o fim do vazio sanitário. Outros preveem a diminuição da área plantada de milho segunda safra.

Conforme o gerente técnico da Aprosoja-MT, Luis Nery Ribas, que acompanha o raio- X das lavouras, até o momento não há uma problemática específica nestas regiões, contudo as equipes da entidade buscam com os produtores rurais o que enfrentam no momento e a situação das regiões.

Até o momento, nas regiões leste e sul constatamos apenas irregularidades de chuvas. Há municípios, como Jaciara, que já plantaram mais de 60% da área destinada ao plantio. Percebemos também que os produtores estão mais atentos às pragas, problemas de logística e à questão do frete, revela Nery Ribas.

Segundo o gerente técnico da Aprosoja-MT, em relação a 2009 a única diferença constatada pela equipe foi a falta de chuva. O produtor está mais consciente nos últimos anos, e atento também, acrescenta.

Nessa segunda etapa, as cinco equipes percorrerão os municípios de Cuiabá, Jaciara, Rondonópolis, Itiquira, Alto Taquari, Primavera do Leste, Gaúcha do Norte, Alto Garças, Campo Verde, Santo Antônio do Leste, Barra do Garças, Canarana, Querência, Paranatinga, Água Boa e Nova Xavantina.

A meta do Circuito Tecnológico Aprosoja no Campo é visitar 300 propriedades rurais. Somente na primeira etapa, realizada na semana passada, 176 propriedades, que correspondem ao número de questionários qualitativos e quantitativos aplicados, já foram visitadas pelas equipes da entidade.

Na primeira etapa os técnicos, conforme dados da Aprosoja- MT, coletaram 494 amostras de sementes. Foram percorridos 19 municípios das regiões norte e oeste.
Tags:
Fonte: Folha do Estado + Expresso MT

Nenhum comentário