Aprosoja leva informações estratégicas ao produtor de Cascavel

Publicado em 20/05/2011 11:11 512 exibições
A Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) promoveu na noite de quinta-feira (19.05), em Cascavel, o Circuito Aprosoja. O evento reuniu aproximadamente 150 produtores e empresários do município e do entorno. A região Oeste do Paraná é a segunda a receber a etapa nacional do Circuito, que já percorreu Dourados (MS). Entre os temas debatidos no evento destacam-se os desafios e oportunidades para a próxima safra 2011/12, comunicação no agronegócio e os projetos e ações que a Aprosoja vem realizando em prol do fortalecimento do setor.

O presidente da Aprosoja Brasil e da Aprosoja Mato Grosso, Glauber Silveira, iniciou sua palestra destacando que o principal objetivo da Associação é levar informação ao produtor. “O principal ativo da Aprosoja é a informação que ela proporciona ao agricultor, auxiliando-o na tomada das decisões, no planejamento da safra”, destacou.

“Trouxemos para o produtor de soja do Paraná a nossa experiência no Mato Grosso, especialmente com os temas de logística, infraestrutura, legislação, que são assuntos em comum dentro do nosso setor. E reforçamos a importância da união das entidades rurais para fortalecer o segmento. Não queremos substituir o Sindicato e as Cooperativas, queremos somar e juntar forças, pois a soja é a principal commodity do nosso país e ter uma Associação trabalhando especificamente em defesa desta cultura é fundamental”, afirmou Glauber Silveira.

O presidente da Aprosoja Brasil reforçou que a Associação tem atuado intensamente junto aos parlamentares de Brasília na defesa dos interesses do segmento produtivo. “Toda semana nós nos reunimos com os deputados da Frente Parlamentar da Agropecuária e levamos até eles os temas e os assuntos que são do nosso interesse, ajudando a compor a pauta de debates no Congresso”.

O Paraná, segundo maior produtor de soja do país, é responsável por 20% do total da produção do Brasil. No último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento do Brasil (Conab) o estado produziu 15 milhões de toneladas da oleaginosa. Cascavel juntamente com o município de Toledo é o maior pólo produtor do estado.

O analista econômico da consultoria em Agronegócio Celeres, Anderson Galvão, levou até os produtores rurais do Oeste do Paraná informações estratégicas sobre o mercado agrícola. “Quem plantar milho, soja, algodão e outras culturas vai ganhar dinheiro, porque as projeções são muito otimistas tanto em relação a produtividade quanto a rentabilidade. O preço da soja deve, no mínimo, se manter, podendo até subir”.

Porém, o analista alerta que a safra 2011/12 será um safra de preços elevados também no custo de produção. “O produtor que estiver capitalizado deve ter cautela na hora de fazer investimentos, especialmente na expansão de novas áreas. O planejamento na compra dos insumos é tão importante quanto o preço de venda. O produtor não pode deixar isso de lado, com risco de se comprometer. Controlar e regular os custos são fundamentais neste momento”.

Depois de Cascavel, o Circuito Aprosoja segue nesta sexta-feira (20.05) para Santo Ângelo (RS).   

Tags:
Fonte:
Aprosoja

0 comentário