Grãos: Grécia aprova plano de austeridade e impulsiona mercado

Publicado em 29/06/2011 11:37 740 exibições
Os grãos continuam subindo ana Bolsa de Chicago. Nesta quarta-feira, soja, milho e trigo fecharam o pregão noturno com altas de dois dígitos e iniciaram a sessão diurna ampliando seus ganhos. O milho estendeu, segundo analistas da agência Bloomberg, seu maior ganho em quase três meses.

O que os preços refletem hoje, principalmente, são as boas notícias vindas da Grécia, que tranquilizam o mercado e já sinalizam o início de uma recuperação em vários setores, inclusive no de commodities.

A Grécia aprovou nesta quarta-feira (29), um plano de austeridade que prevê corte de gastos e privatizações. O pacote atende a exigência do FMI e também da União Europeia para que seja liberado dinheiro para saldar as dívidas do país.

Diante disso, por volta das 11h50 (horário de Brasília), a soja já registrava altas de mais de 12 pontos e o milho mais de 20. Com as boas notícias vindas da Grécia, a economia já pode respirar um pouco mais aliviada, o que incentiva os investidores a voltarem às compras no mercado de commodities depois da signficativa baixa registrada pelos preços nos últimos dias.

Fundamentos e USDA - Além dessas informações, o mercado reflete ainda a redução do índice que registra as lavouras em boas ou excelentes condições nos Estados Unidos, que é o principal exportador de ambas as commodities. Os números ainda estão abaixo do registrado nesse mesmo período do ano passado.

De acordo com o boletim divulgado pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), 68% das plantações de milho estão em plena forma frente a 73% de 2010. Sobre a soja, são 65% ante 67% na mesma época do ano passado.

"As condições da safra norte-americana registraram uma certa deterioração na última semana. E esse declínio nos índices está oferecendo suporte aos preços dos grãos. O foco agora é a condição e evolução das lavouras", disseram analistas do banco Rabobank.

Além das questões de desempenho da safra, as preocupações com o abastecimento e com os estoques apertados estão vindo a tona novamente. Nesta quinta-feira, o USDA divulga seu boletim de estoques trimestrais e de área plantada.

A expectativa para o relatório é de que o departamento reporte uma nova redução nas reservas norte-americanas, fato que também impulsiona o avanço das cotações.

"Nossa análise fundamental indica que os preços devem refletir o que foi registrado em 2010, com uma mudança mais alta", informou o Rabobank.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário