Soja convencional: ABRANGE atrai parceiros que movimentam 6 bilhões de euros ao ano

Publicado em 05/07/2011 17:36 805 exibições
Por Daniel Coelho Barbosa, analista internacional do agronegócio.
Em Maio a comunidade internacional viu por primeira vez um evento sobre a soja não-transgênica no Brasil. Foi a SEMEAR 2011 organizado pela Abrange, a Associação Brasileira de Grãos Não Geneticamente Modificados.

Em Junho, logo após a SEMEAR2011 em São Paulo, Ricardo Tatesuzi de Sousa,  diretor executivo da Abrange, esteve várias vezes entre a Alemanha e outros países compradores. Durante a viagem Ricardo deu sequência a entendimentos iniciados no Brasil e palestrou na França antes de voltar às atividades trazendo na bagagem aproximações muito estratégicas como ficou claro após o encontro com a alemã VLOG.

A   VLOG é a associação dos alimentos sem transgênicos, entidade composta por mais de 100 membros entre empresas do comércio e da produção de alimentos sem OGM. Os produtos dos associados da VLOG movimentam um mercado de 6 bilhões de Euros ao ano, um índice que tende a subir à medida que a garantia por alimentos sem  modificações genéticas aumenta na Europa. A VLOG promove o selo de qualidade "Ohne GenTechnik" ("Sem Transgenia" em port.). A estratégia funcionou nas prateleiras dos supermercados, onde alimentos livres de trangênicos normalmente atingem uma maior remuneração pelo consumidor .

Para Jochen Koester, vice-presidente da VLOG, "o relacionamento com a Abrange interessa a todos os nossos membros pela segurança de suprimento que isto representa agora que a demanda por alimentos com nosso sêlo tende a crescer", declarou o experiente executivo observador de negócios em torno da soja brasileira. "A Abrange é o interlocutor ideal para a VLOG quando se trata de discutir o suprimento das cadeias produtivas", afirma Koester.

A VLOG através de Jochen Koester envia um sinal claro ao manisfestar intenção de alinhamento com os produtores de soja convencional.  Por outro lado, segundo Ricardo os resultados da viagem foram satisfatórios "começando pela presença de vários importadores no nosso evento em São Paulo, os ecos do trabalho da Abrange foram excelentes em todas as ocasiões. E toda esta reconsideração dos hábitos na Europa, novidades, sêlos para ovos, carne e leite de cadeias totalmente livre de transgênicos, isso ainda nem sonhamos fazer no Brasil", pondera o diretor da Abrange.

Enquanto isso no Brasil a situação começa a mudar a favor da soja convencional. Animados pelas boas ofertas, produtores em algumas regiões do Mato-Grosso já começam a se preparar para aumentar o fornecimento de soja convencional certificada ainda em 2011.

Tags:
Por:
Daniel Coelho Barbosa
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário