Grãos: Volatilidade marca os negócios na Bolsa de Chicago

Publicado em 25/08/2011 12:07 e atualizado em 25/08/2011 14:29 743 exibições

Na bolsa de Chicago, a volatilidade marca o dia nesta quinta-feira. Depois da queda dos preços ocasionada pela realização de lucros no início da sessão diurna, os preços passaram para o campo positivo de forma rápida por volta das 13h15, (horário de Brasília). Porém, as 14h03, os preços já operavam no terreno vermelho novamente.

A sustentação veio das incertezas em relação ao futuro da safra norte-americana. A grande preocupação é com a seca que atinge grande parte dos estados de Illinois e Indiana.

Por volta das 13h43, horário de Brasília, os contratos futuros da soja operavam com 2,75 pontos de alta para o vencimento setembro 2011. O mesmo contrato para o milho avançava 0,50 e o trigo 9,50 pontos.

O início da sessão diurna em Chicago foi de queda para o complexo de grãos. A soja operava às 11h53 (horário de Brasília) com cinco pontos de baixa no contrato janeiro 2012. Também no vermelho, o milho operava com perda de 1 ponto nos principais vencimentos. Já o trigo, trabalhava no misto.

Segundo analistas, a oleaginosa começou ontem a realizar os lucros de 9% da segunda semana de agosto e deve seguir na mesma direção nesta quinta-feira.

De acordo com o operador de mesa da Terra Futuros, Flávio Oliveira, os fundamentos são positivos e a realização de lucros é natural devido às fortes altas dos últimos dias.

As especulações sobre o pronunciamento do presidente do Federal Reserve (Banco Central norte-americano), Ben Bernanke, também têm alimentado o clima de desconfiança quanto a economia mundial. Segundo analistas, existe a possibilidade de Bernanke anunciar mais um pacote de ajuda monetária aos EUA. A medida seria positiva para os grãos, pois mais dólares no mercado levariam a moeda americana a se desvalorizar e consequentemente, elevariam os preços das commodities. No entanto, o pacote sinalizaria também a dificuldade da economia americana em ganhar fôlego, o que pode influenciar as cotações.

Clima nos EUA

As tempestades que atingiram a porção leste do Corn Belt dos EUA, não foram suficientes para as áreas mais afetadas pelas secas. Apenas uma faixa que vai do centro-leste ao nordeste de Indiana foi beneficiada pela umidade. De acordo com metereologistas, os mapas de monitoramento mostram alguns pontos de umidade em Illinois, mas com acumulados modestos.

Segundo o instituto de meteorologia Freese-Notis Weather, os pontos mais secos de Illinois continuam sem receber uma boa chuva desde o dia 27 de junho. A previsão é de que no período de 6 a 10 dias Illinois e Indiana na devem receber chuvas substanciais.

As preocupações com as lavouras de soja no Meio-Oeste dos EUA ainda sustentam as cotações. Já as de milho do país indicaram nesta semana números menores do que os verificados no mesmo período do ano anterior.

Tags:
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário