Complexo de grãos realiza lucros e soja perde 10 pontos em Chicago

Publicado em 01/09/2011 09:51 e atualizado em 01/09/2011 11:07 830 exibições

Após as altas registradas nos últimos dias e operar durante toda a quarta-feira com grande volatilidade, a soja encerrou o pregão noturno desta quinta-feira em Chicago recuando cerca de 10 pontos nos principais vencimentos. O milho e o trigo, também fecharam em baixa, perdendo até 8 e 12 pontos nos contratos mais importantes, respectivamente. Segundo analistas, além de o mercado estar realizando os lucros dos últimos dias, pode haver também um aumento da aversão ao risco devido ao feriado do Dia do Trabalho americano, que acontece na próxima segunda-feira, dia 5.

No entanto, os fundamentos climáticos têm sustentado os preços dos grãos. Os valores elevados para a soja e o milho durante o mês de agosto são reflexo de dados recentes do relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) e do Pro Farmer sobre uma quebra na safra 2011/12 devido a forte seca que atinge o Cinturão de Produção norte-americano. A preocupação maior é que essa quebra comprometa os estoques globais.

O clima nos Estados Unidos deve se manter desfavorável para as lavouras e continuará sustentando os preços. De acordo com informações da agência Telvent DTN, o milho e a soja continuarão a sofrer com a seca e o calor intenso.

Na última semana, a oleaginosa chegou a seu valor mais elevado desde 2008, operando aos US$14 por bushel e ontem o vencimento novembro/11 fechou com a maior alta do ano. De acordo com o analista de mercado Pedro Dejneka, a expectativa é de que os preços se estabilizem nos próximos dias através do reembolso dos lucros. Ainda assim, eles devem permanecer elevados e o produtor deve aproveitar a oportunidade para travar seu custo de produção.

Demanda - Os futuros do milho recuam nesta quinta-feira também por conta de especulações de que a demanda pelo grão norte-americano possa registrar um desaquecimento por conta de os preços terem alcançado seus maiores patamares deste ano em agosto. Com isso, o cereal pode acabar tornando-se menos competitivo do que as exportações de outros países.

As exportações norte-americanas de milho e trigo, provavelmente, caíram na semana encerrada no último dia 25 de agosto em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com uma pesquisa da agência Bloomberg News.

Chamada para Abertura na Bolsa de Chicago

Soja: baixas de 8 a 10 pontos

Milho: baixas de 6 a 8 pontos

Trigo: baixas de 8 a 12 pontos

Tags:
Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário