Chicago: Soja e milho fecham em alta diante da euforia do mercado financeiro

Publicado em 30/11/2011 19:05 685 exibições

Depois de inúmeras sessões negativas, o mercado de grãos fechou o pregão regular desta quarta-feira no azul na Bolsa de Chicago. O principal suporte para os preços veio do viés positivo pelo qual seguiu o mercado financeiro hoje.

O foco das commodities agrícolas, não só dos grãos, hoje foi as medidas adotadas por parte de autoridades monetárias mundiais para garantir mais liquidez à economia mundial e boas notícias vindas da China.

A decisão conjunta desses importantes líderes do sistema financeiro trouxe, mesmo que momentaneamente, uma segurança ao mercado nesta quarta-feira, permitindo uma redução da aversão ao risco e, com isso, uma volta dos investidores a ativos mais arriscados, como as commodities.

Nos melhores momentos da sessão, os futuros da soja chegaram a registrar quase 20 pontos de alta. Porém, aos poucos, o mercado foi devolvendo os ganhos e encerrouo dia com altas de pouco mais de 9 pontos nos principais vencimentos.

Como explicou o analista de mercado da corretora New Edge, de Nova York, Daniel D'Ávilla disse que os preços foram realizando lucros ao longo do pregão em um movimento "normal" do mercado, apesar dos fatores de alta vistos hoje. "Hoje é o último dia do mês, dia em que há ajustes de posições", diz.

Além disso, D'Ávilla diz ainda que a demanda pela soja norte-americana segue fraca, fato que também limita avanços da oleaginosa. Grandes importadores, lê-se China neste caso, vêm mudando seus fornecedores, voltando-se principalmente para a América do Sul. Nos últimos dois meses, as exportações de soja dos EUA foram reduzidas, enquanto as do Brasil e da América do Sul aumentaram, como informou ontem a consultoria alemã Oil World.

Para o analistas, os preços no mercado da soja devem se manter nos atuais patamares nas próximas sessões. O mercado vem andando de lado, operando com base em fatores externos - que estão marcados por temores e incertezas - ao invés de focar os fundamentos. Uma mudança severa e expressiva dependeria de uma notícia muito forte sobre o mercado financeiro e o futuro da economia mundial ou entre os fundamentos, que seguem sem novidades.

Veja como ficaram as cotações no fechamento desta quarta-feira:

>> SOJA

>> MILHO

>> TRIGO

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário