Com tempo favorável, processamento de cana aumenta no centro-sul do país

Publicado em 29/05/2013 18:33 391 exibições

O processamento de cana no centro-sul do Brasil aumentou em relação à primeira metade de maio, uma vez que as usinas da região foram beneficiadas com um clima mais favorável. A melhora foi atribuída ao tempo seco visto em toda a região no final de abril e início de maio, em contraste com as condições de umidade do ano passado. Os produtores de cana também se beneficiaram com a maior concentração de açúcar na cana, atribuída também ao melhor tempo na região.

As usinas no centro-sul do Brasil são responsáveis ​​por quase 90% da produção de açúcar do Brasil, processando 39.81 milhões de toneladas de cana na primeira quinzena de maio, quase o dobro dos 20,8 milhões de toneladas processadas no mesmo período de 2012, segundo o Grupo Única.

A produção acumulada também é significativamente mais forte em comparação com o mesmo período da temporada 2012-13, quando atingiu 35 milhões de toneladas e, nesta temporada, a produção é de 81,1 milhões de toneladas.

No entanto, apesar do aumento, a Unica tem uma visão cautelosa do progresso, afirmando que não faz sentido comparar os dados deste ano com os de 2012, porque no último ano a temporada de moagem começou muito tarde. "O fornecimento de cana no ano passado foi significativamente menor do que o volume esperado para a cultura porque a maioria das usinas começaram mais tarde", diz Antonio de Pádua Rodrigues, Presidente da Unica.

A partir de metade de maio, 261 usinas do centro-sul do Brasil, responsáveis por cerca de 90% da produção brasileira de açúcar, abriram, deixando apenas 38 usinas sem iniciar o processamento.

Etanol: Apesar do preço internacionalmente fraco para o açúcar e dos incentivos locais do governo para produtores de etanol, a proporção de açúcar produzido contra etanol mudou apenas marginalmente em favor do biocombustível. A produção de etanol atingiu 58,3% do mercado, contra 57,4% do ano anterior.

A Única explica que o aumento limitado na produção de etanol deve-se a empresas que ainda têm que cumprir os compromissos de entrega de açúcar anteriores. "Quando restringimos a análise às unidades que têm a capacidade de produzir etanol e açúcar, é evidente que o maior esforço foi canalizado para a produção de etanol, porque, até agora, essas empresas já reduziram a proporção de cana direcionada para o açúcar em 2,5%", afirma Rodrigues.

A produção de etanol atingiu 3.25 bilhões de litros até agora nesta temporada, em comparação com 1.32 bilhões litros do mesmo período da última temporada."O consumo de etanol deve continuar crescendo porque o biocombustível já é economicamente viável em relação à gasolina na maior parte do mercado consumidor", indica Rodrigues.

Mercado: O volume de açúcar produzido por tonelada de cana aumentou para 46,4 Kg em comparação aos 44,8 Kg da safra 2012/13.

O volume de açúcar produzido foi de 3,7 milhões de toneladas, também aumentando significativamente ano a ano se comparado a 2012/13, quando o volume foi de 1,5 milhões de toneladas.

 

Por:
Paula Rocha
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário