Etanol: Volta da Cide e mais anidro na gasolina podem firmar preço

Publicado em 30/12/2014 10:44 70 exibições

O mercado de etanol, que tem enfrentado dificuldades econômicas desde 2008, aposta em alguma melhora para 2015. Representantes do setor consultados pelo Cepea esperam a volta do diálogo com o governo federal e a definição de uma política de longo prazo.

De imediato, entre as ações aguardadas, estão o aumento do etanol anidro à gasolina e a reintrodução da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), que elevaria o valor da gasolina C e, consequentemente, ampliaria a competitividade do hidratado.

Nesse mesmo contexto, os preços do anidro e do açúcar ganhariam algum impulso. As seguidas desvalorizações do petróleo, no entanto, podem comprometer a eficácia dessas medidas à “saúde” do setor. O aumento da mistura de etanol anidro na gasolina, dos atuais 25% para 27,5%, também deve ser um fator de apoio aos preços.

O governo está em fase final de estudos sobre a viabilidade dessa medida. Outra mudança aguardada por agentes é a redução do ICMS cobrado sobre o hidratado em Minas Gerais, de 19% para 14%, que tornaria o biocombustível mais competitivo no estado, que é o terceiro maior produtor de hidratado do País. 

Fonte:
Cepea

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário