Açúcar: Em dia de perdas generalizadas, NY cai mais de 3% e Londres 4%

Publicado em 19/07/2021 15:06 e atualizado em 19/07/2021 18:38 699 exibições
Mercado do adoçante repercutiu perdas expressivas do petróleo no dia, além de realização de lucros

Logotipo Notícias Agrícolas

Os futuros do açúcar recuaram expressivamente nesta sessão de segunda-feira (19) nas bolsas de Nova York e Londres. Após semana positiva, o mercado recuou no dia acompanhando as perdas do petróleo e teve realização de lucros.

O principal vencimento do açúcar bruto na Bolsa de Nova York registrou queda de 3,61%, cotado a US$ 17,07 c/lb, com máxima de 17,79 c/lb e mínima de 17,05 c/lb. O tipo branco em Londres teve desvalorização de 4,19%, negociado a US$ 443,80 a tonelada.

O mercado do adoçante voltou a cair, após máximas de mais de uma semana na sessão anterior, e quase perdeu o patamar de US$ 17 c/lb durante o dia. A pressão veio em um dia de baixas generalizadas das commodities, além de fatores técnicos.

O petróleo recuou mínimas de mais de um mês no dia acompanhando a recente decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) de aumentar a produção do óleo até 2022, apesar de temores com as variantes do coronavírus no mundo.

cana
Nos fundamentos, mercado ainda acompanha os temores com possíveis geadas

"[Isso] reduz os preços do etanol e pode levar as usinas de açúcar do Brasil a desviar mais a moagem para o açúcar em vez do biocombustível, aumentando o fornecimento", disse a fornecedora de informações de commodities Barchart.

Nos fundamentos, como fator de suporte, o mercado ainda acompanha os temores com possíveis geadas em áreas do Centro-Sul do Brasil. Isso depois de uma primeira onda de frio no início do mês e seca persistente durante a temporada.

"Os operadores citaram preocupações com a safra do Brasil, já que as temperaturas frias voltaram esta semana", disse a Reuters.

Ainda de acordo com a agência de notícias, o banco Citi espera que o açúcar bruto permaneça na faixa de cerca de 17,50 c/lb no curto prazo, sustentado por clima adverso - principalmente no Brasil -, embora haja alguma pressão com a Índia.

Mercado interno

O índice do açúcar cristal do Cepea terminou a semana com ganhos no Brasil. Como referência, o Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, saltou 0,70%, com a saca de 50 kg cotado a R$ 115,51.

No Norte e Nordeste do Brasil, o açúcar registrou estabilidade, a R$ 132,65 a saca, segundo dados levantados pela consultoria Datagro. O açúcar VHP, em Santos (SP), tinha no último dia de apuração o preço FOB cotado do tipo a US$ 17,80 c/lb com alta de 2,40%.

ETANOL

O Indicador do etanol hidratado CEPEA/ESALQ - São Paulo teve valorização de 1,31% na última semana, a R$ 2,9618 o litro, enquanto que o anidro avançou 1,42%, a R$ 3,3848 o litro.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário