Com registro de geada em áreas do BR, açúcar dispara mais de 2% em NY

Publicado em 20/07/2021 12:22 e atualizado em 20/07/2021 13:01 85 exibições
Mercado do adoçante se preocupa com a safra 2021/22 do Centro-Sul, já impactada pelo clima seco

Logotipo Notícias Agrícolas

As cotações futuras do açúcar operam com alta de mais de 2% nesta tarde de terça-feira (20) em Nova York e mais de 1,5% em Londres. O mercado dispara com registro de geadas em áreas do Centro-Sul nesta madrugada.

Por volta das 12h20 (horário de Brasília), o açúcar bruto tinha valorização de 2,58%, negociado a US$ 17,51 c/lb na Bolsa de Nova York. Enquanto que o tipo branco cotado em Londres registrava alta de 1,58%, a US$ 450,80 a tonelada.

A principal região produtora de cana-de-açúcar do Brasil, Ribeirão Preto, registrou o pior frio em cerca de duas décadas na madrugada desta terça. A condição acontece depois de uma safra já impactada pela seca nos últimos meses.

"Essa é a quarta geada registrada na região neste ano e foi a mais severa. Ainda não fazemos ideia de como a soqueira [rebrota] da cana vai reagir com essa condição", disse Paulo Junqueira por telefone ao Notícias Agrícolas.

Diante desse cenário climático, contribuindo para a alta na sessão, a Wilmar International atualizou à Bloomberg que a safra 2021/22 deve cair quase 100 milhões de toneladas na safra 2021/22 em relação ao ano anterior, para 510 milhões de t.

"Nunca vimos tais condições de safra, com um déficit recorde de chuvas mês após mês", disse por e-mail à agência Karim Salamon, chefe de análise de mercado de açúcar da trading, com sede em Singapura.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário