Publicidade

Amenização dos temores com geadas faz açúcar cair mais de 1% em NY e Londres

Publicado em 29/07/2021 15:04 131 exibições
Depois de se aproximar dos US$ 19 c/lb no terminal norte-americano, outubro/21 fechou em US$ 18,30 C/lb nesta 5ª feira

Logotipo Notícias Agrícolas

As cotações futuras do açúcar concluíram a sessão desta quinta-feira (29) com perdas expressivas em Nova York e Londres. O dia foi marcado por pressão técnica ante a alta dos últimos dias e, principalmente, amenização das preocupações com geadas.

O principal vencimento do açúcar bruto na Bolsa de Nova York registrou queda de 1,67%, cotado a US$ 18,30 c/lb, com máxima de 18,81 c/lb e mínima de 18,23 c/lb. O tipo branco em Londres teve desvalorização de 1,55%, a US$ 451,40 a tonelada.

Depois de se aproximar de máximas históricas, em quase US$ 19 c/lb, as cotações do açúcar terminaram o dia visivelmente mais baixas em realização de lucros ante ganhos recentes, além de amenização dos temores com geadas em áreas do Centro-Sul.

"Comerciantes disseram que embora haja geadas programadas para atingir áreas de açúcar no Brasil na sexta e no sábado, provavelmente elas serão menos severas do que na semana passada", destacou a agência de notícias Reuters.

Cana-de-açúcar cortada em pedaços - Foto Embrapa
Mercado também olha sinais mais enfraquecidos da demanda - Foto: Embrapa

Ainda assim, "os danos são cumulativos e a safra também já está estressada pelo clima seco anteriormente", complementou. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) destacou ontem que o frio recente impactou a cana em partes do Centro-Sul.

Publicidade

O mercado também olha sinais mais enfraquecidos da demanda. O Brasil, por exemplo, registrou leve recuo na programação de embarques pelos portos. “A demanda por etanol está voltando ao mercado à medida que mais economias mundiais se abrem após a pandemia”, disse o analista da Price Futures Group, Jack Scoville.

No financeiro, o dia foi marcado por alta expressiva do petróleo Além disso, o dólar recuava forte ante o real, o que tende a desencorajar as exportações, mas dá suporte aos preços externos das commodities agrícolas.

Mercado interno

Os preços do açúcar no Brasil têm oscilado entre perdas e ganhos nos últimos dias. Como referência, na véspera, o Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, subiu 0,41%, com a saca de 50 kg cotado a R$ 117,58.

No Norte e Nordeste do Brasil, o açúcar registrou estabilidade, a R$ 133,74 a saca, segundo dados levantados pela consultoria Datagro. O açúcar VHP, em Santos (SP), tinha no último dia de apuração o preço FOB cotado do tipo a US$ 18,47 c/lb com alta de 1,46%.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário