Tereos sairá de negócio de malte e prevê fechamento da unidade de açúcar na Romênia

Publicado em 13/01/2022 12:30 46 exibições

Logotipo Reuters

Por Sybille de La Hamaide

PARIS (Reuters) - A Tereos, grupo francês de açúcar e etanol, fechou um acordo com a cooperativa de grãos Axereal para vender sua participação em seu negócio de malte e está consultando sindicatos sobre um plano para encerrar suas atividades de açúcar na Romênia, disse a empresa em um documento para investidores.

A empresa, segunda maior produtora de açúcar em volume do mundo, fez uma ampla revisão de seus negócios após uma remodelação da alta administração no final de 2020. A nova equipe, que havia manifestado preocupação com as altas dívidas do grupo, fez da desalavancagem uma de suas principais prioridades.

Em setembro, a Tereos anunciou que venderia sua participação minoritária em duas joint ventures de amido na China como parte da reorganização.

No documento, publicado como parte de um lançamento de títulos nesta semana, a Tereos disse que fechou um acordo com a Axereal, a maior coletora de grãos da França, para sair de sua parceria iniciada em 2014, quando o atual presidente-executivo da Tereos, Philippe de Raynal, liderava a Axereal.

A Tereos venderá sua participação de 11,7% na Copagest, a holding da Boortmalt (negócio de malte da Axereal), e comprará a participação de 2,8% da Axereal na Tereos Agro-Industries, informou a empresa.

A Tereos Agro-Industries é a holding das operações de amido e adoçantes e parte de seus negócios internacionais de açúcar, disse uma porta-voz. Ela se recusou a dar detalhes financeiros do acordo.

"Após esta transação, teremos encerrado nossa parceria com a Axereal e saído totalmente do negócio de malte", disse a Tereos no documento.

"Desde sua aquisição pela Tereos, a usina de açúcar Ludus, na Romênia, vem enfrentando dificuldades principalmente devido à redução constante das superfícies de beterraba, apesar de várias ações de mitigação, e acumulou perdas substanciais", disse a Tereos.

A Tereos disse que pretende focar suas atividades na Europa e no Brasil. A companhia é a segunda maior produtora de açúcar e etanol do Brasil e também possui operações na Ilha da Reunião, Moçambique, Indonésia, Tanzânia e Quênia.

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário