Tereos lança primeiro relatório de Sustentabilidade Brasil

Publicado em 21/01/2022 12:25 59 exibições

A Tereos Açúcar & Energia Brasil, uma das líderes em produção de açúcar e etanol no país, apresenta o seu primeiro Relatório de Sustentabilidade Brasil, referente à safra 2020/21. Elaborado conforme as normas da Global Reporting Initiative (GRI), o documento reúne os principais resultados ambientais, sociais, financeiros e de governança da companhia, além de apresentar a visão da empresa para oito temas materiais que estão conectados às diretrizes globais do Grupo Tereos e que foram identificados a partir de consulta a grupos de stakeholders internos e externos.

Entre os compromissos trazidos pelo relatório, destaca-se, por exemplo, a meta de alcançar 17,5% de mulheres na liderança e 15% de mulheres na força de trabalho na safra 2029/30, dentro do tema de Diversidade, Inclusão e Direitos Humanos. Na frente de Economia Circular e Eficiência Energética, por sua vez, a Tereos tem por objetivo aumentar as iniciativas para substituir fertilizantes químicos por orgânicos e substituir 100% do diesel utilizado nos caminhões canavieiros por alternativas limpas, como o biometano.

“Temos ciência de que a participação de mulheres precisa avançar na empresa – bem como em todo o agronegócio – e temos dado os primeiros passos nessa direção”, afirma Pierre Santoul, diretor-presidente da Tereos Brasil.

Para chegar a esta meta, foi criado o Grupo de Afinidade Mulheres no Agro (Gama), que trabalha com iniciativas para alavancar a representatividade feminina e as carreiras das mulheres na Tereos. Outra iniciativa está ligada ao Programa Jovem Aprendiz, que investe na formação feminina para o desempenho de funções técnicas (no campo e na indústria) por meio de cursos desenvolvidos em parceria com o CIEE, Senac e Senai. Em 2020, uma turma de 119 jovens mulheres participou dessa formação.

Outro destaque do relatório é o balanço de financiamentos verdes, que atingiram R$ 1,5 bilhão até o primeiro semestre de 2021. A Tereos finalizou também o primeiro financiamento sustentável do setor sucroenergético brasileiro com empréstimo de longo prazo, no valor de US$ 105 milhões. A operação foi estruturada com um sindicato de sete bancos e ligada a quatro metas ambientais: redução anual de gases de efeito estufa por tonelada de cana processada; diminuição anual do consumo de água por tonelada de cana processada; aumento por ano da porcentagem de cana certificada e melhoria na pontuação de avaliação formal de critérios ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês).

Para cada ano em que a empresa cumprir essas metas (verificadas por auditoria independente) haverá uma redução na taxa de juros. Algumas conquistas importantes já foram atingidas nesse sentido, como a redução de 13% na emissão de CO2 equivalente a cada tonelada de cana processada e a diminuição de 8% no consumo de água no processamento de cana. A Tereos também aumentou para 30% a parcela de cana certificada/avaliada sustentável conforme os padrões da Bonsucro e FSA-SAI Platform. Para a safra 2029/30 a meta é alcançar a proporção de 70%.

“Nosso crescimento é baseado em um modelo que coloca a economia circular no centro da nossa atividade. Essa abordagem permite a valorização integral das matérias-primas agrícolas, uma atitude ecológica mensurada e controlada, colocando a sustentabilidade como prioridade em nossas ações”, diz Santoul.

Comunidades

Durante a safra 2020/21, a Tereos Brasil investiu R$ 1,2 milhão para monitorar água e efluentes. Os investimentos foram aplicados no projeto GOTA (Gerenciamento, Otimização e Tratamento de Água), em ações como instalação de medidores de vazão nos locais de captação e pontos que necessitam de medição de consumo. Em virtude do processamento recorde de cana-de-açúcar na safra, houve um aumento da demanda por água. Por outro lado, a captação por tonelada de cana moída foi 3% menor, comprovando a eficiência no processo.

O viveiro de mudas, localizado em Olímpia (SP), é outra ação de grande impacto regional. Com capacidade de produzir 350 mil mudas de árvores nativas por ano, o projeto apoia ações de reflorestamento e recuperação de nascentes, tanto nas unidades da Tereos como em outros locais. Em cinco anos, foram doadas mais de 750 mil mudas para produtores parceiros e instituições públicas.

A versão completa do Relatório de Sustentabilidade da Tereos Açúcar & Energia Brasil está disponível aqui.

Fonte:
Tereos

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário