Contratações de crédito dos médios produtores cresce 50%

Publicado em 20/10/2010 14:45
258 exibições
As contratações do crédito rural em custeio, investimento e  comercialização para a agricultura empresarial alcançaram R$ 27,4 bilhões nos  meses de julho, agosto e setembro de 2010. O resultado representa crescimento de 16,5%, em relação ao mesmo período do ano passado, quando a contratação foi de  R$ 23,5 bilhões. Os dados são do Ministério da Agricultura, Pecuária e  Abastecimento (Mapa) e foram divulgados nesta quarta-feira, 20 de outubro.
Desse montante, aproximadamente R$ 17 bilhões foram aplicados em custeio e comercialização, a juros favorecidos de 6,75% ao ano. Isso contribui para a  redução dos custos financeiros do produtor rural, estimulando o plantio nesse  período, afirma o coordenador-geral de Análises Econômicas do Ministério da  Agricultura, Marcelo Guimarães. Os financiamentos concedidos aos médios  produtores aumentaram 50% em comparação com o mesmo período do ciclo passado,  alcançando R$ 1,6 bilhão.
Nos investimentos, destacam-se os financiamentos concedidos às cooperativas e ao Programa de Sustentação de Investimento (PSI), que totalizaram R$ 2,3  bilhões no trimestre. Os financiamentos do PSI são importantes porque incluem a aquisição de máquinas e equipamentos, que aumentam a capacidade produtiva da  agricultura. As perspectivas são favoráveis, uma vez que esse programa foi  prorrogado de dezembro deste ano para março de 2011, enfatiza o coordenador.
Para a safra 2010/2011, foram destinados à agricultura empresarial R$ 100  bilhões, por meio do Plano Agrícola e Pecuário (PAP). No ciclo 2009/2010, haviam sido direcionados ao setor R$ 93 bilhões. O Ministério da Agricultura acompanha as aplicações do crédito rural desde o período 1999/2000.
Os produtores interessados em contratar o crédito rural devem procurar um  agente financeiro que opere com carteira rural em uma das 27 unidades da  federação.
Fonte: MAPA

Nenhum comentário