Cosan assina acordo para a compra das duas usinas da Zanin

Publicado em 09/01/2011 22:06 315 exibições

A Cosan S.A. assinou nesta sexta-feira um acordo com os sócios da Usina Zanin para a compra das duas unidades do grupo localizadas em Araraquara (288 km de São Paulo) e Prata (635 km de Belo Horizonte), no Triângulo Mineiro.

O memorando de entendimentos tem prazo de 45 dias e visa aquisição total das quotas de capital, avaliadas em R$ 142 milhões, além de todo o passivo financeiro, estimado em R$ 236,6 milhões (dívidas).

Atualmente, apenas a unidade de Araraquara produz etanol e açúcar. Na safra 2010/11, o grupo processou 2,6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar e produziu 100 milhões de litros de álcool e 150 mil toneladas de açúcar.

A unidade de Prata (greenfield) ainda não entrou em operação. A aposta do grupo era que as operações começassem em 2009. No entanto, os efeitos da crise financeira mundial no Brasil adiaram os planos e levaram as unidades à venda.

Segundo a Cosan divulgou à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a compra da Zanin em Araraquara "permitirá a geração de importantes sinergias logísticas e operacionais".

A empresa já é proprietária da Usina Tamoio, em Araraquara, e opera outras 22 unidades somente no Estado de São Paulo. Na região de Ribeirão Preto, são cinco usinas espalhadas em Igarapava, Sertãozinho, Guariba, Ibaté --além da unidade de Araraquara.

De acordo com o memorando, a formalização do negócio vai depender da análise da Cosan de contratos da Zanin com bancos credores, além de questões ambientais e verificação da capacidade de produção.

A Usina Zanin opera desde 1946 em Araraquara e atualmente emprega cerca de 1.600 pessoas. Durante a colheita da safra, esse número aumenta para até 2.300, segundo o diretor administrativo e financeiro da empresa, Maurício Sampaio.

Ele informou que a negociação inclui apenas as usinas e maquinário (colhedoras, tratores, entre outros). As terras da família, estimadas em 12 mil hectares, continuarão produzindo cana para venda exclusiva à Cosan.

Fonte:
Folha de S. Paulo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário