USDA pode subir estoques finais e trimestrais de soja e milho dos EUA

Publicado em 11/01/2018 17:45 e atualizado em 12/01/2018 12:01
2452 exibições

LOGO nalogo

A rodada de novos relatórios do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) será iniciada nesta sexta-feira, 12 de janeiro, e traz números muito importantes para o mercado e que, nas últimas semanas, causou muita especulação no mercado internacional de grãos, especialmente na Bolsa de Chicago. O departamento chega com a atualização do estoques trimestrais na posição de 1º de dezembro, além do boletim mensal de oferta e demanda. 

Estoques dos Estados Unidos

Os estoques trimestrais norte-americanos deverão subir de forma significativa em relação aos números trazidos em janeiro de 2017, segundo as expectativas do mercado. 

Entre os números da soja, o intervalo esperado pelos traders varia de 80,64 a 89,95 milhões de toneladas, com média de de 86,71 milhões de toneladas. No ano passado, nessa época, os estoques americanos estavam em 78,87 milhões de toneladas e, em 1º de setembro de 2017, em 8,19 milhões. 

Sobre o milho, as projeções variam de 310,66 a 321,96 milhões de toneladas, com uma média esperada de 315,16 milhões. Em 1º de setembro, os números eram de 58,3 milhões de toneladas e há um ano, de 314,62 milhões. 

Sobre os estoques finais norte-americanos, as expectativas para a soja têm média de 12,98 milhões de toneladas, variando entre 11,57 e 16,19 milhões de toneladas. Em dezembro, os números ficaram em 12,11 milhões e em janeiro do ano passado em 8,19 milhões de toneladas. 

Para os de milho, os números variam entre 57,48 e 63,99 milhões de toneladas, com uma média esperada de 61,32 milhões, e contra o dado de dezembro de 61,9 milhões de toneladas. No primeiro boletim do ano passado, os estoques finais do cereal foram estimados em 58,3 milhões de toneladas. 

Estoques Mundiais

Há ainda expectativas do mercado de uma revisão para cima dos estoques mundiais de grãos, segundo analistas nacionais e internacionais.

De soja, as expectativas são de algo entre 97 e 100,5 milhões de toneladas, com média de 99,1 milhões de toneladas e frente as 98,3 milhões reportadas pelo USDA em dezembro. Na safra 2016/17, nessa época, os estoques finais eram de 96,6 milhões de toneladas da oleaginosa.

Já a média esperada pelo milho é de 202,9 milhões de toneladas, com as projeções variando de 198,5 a 205,8 milhões de toneladas. Em dezembro, os números vieram em 204,1 milhões de toneladas e, há um ano, eram de 227,3 milhões. 

Produção dos EUA

A safra 2017/18 dos EUA é esperada pelo mercado entre 119,43 e 121,54 milhões de toneladas, com uma média de 120,43 milhões. Em dezembro, a mesma foi estimada nas mesmas 120,43 milhões de toneladas. E a anterior totalizou 116,92 milhões. 

No caso do milho, as projeções dos traders têm média de 369,77 milhões de toneladas, variando entre 366,64 e 372,46 milhões. No boletim anterior, a colheita do cereal foi estimada em 370,3 milhões de toneladas. 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário