"É óbvio: Semente ruim não produz soja boa. O barato sai caro", diz Paulo Dejalma Zimmer

Publicado em 19/01/2017 15:00 1935 exibições
Confira debate exclusivo com o Grupo Fertiláqua
O impacto da qualidade das sementes na produtividade

O pesquisador Paulo Dejalma Zimmer, que é professor na Universidade Federal de Pelotas (UFPel-RS), participou de um debate no estande da Fertiláqua durante a Showtec 2016, que está sendo realizada na cidade de Maracaju (MS). Neste debate, ele trouxe à tona a discussão do impacto da qualidade das sementes na produtividade no estado, além de algumas mudanças fundamentais na economia e no clima que interferem na lucratividade do produtor rural.

Zimmer começa a discussão dizendo que gostaria de planejar uma lavoura de soja que não dependesse de fatores móveis, como o mercado em Chicago e as questões climáticas, para planejar seu desenvolvimento. O desafio, segundo ele, é colocar a "engrenagem em sintonia", harmonizar as tecnologias para que seja possível passar por todas as intempéries.

Ele lembra que quem produz de 70 a 80 sacas por hectare vai estar confortável, independentemente dos preços em Chicago. As soluções buscadas pelos produtores para solucionar os problemas sempre foram inúmeras, mas, de acordo com o professor, é preciso apostar na construção de lavouras.

Para isso, é preciso se preocupar com o solo, buscar conhecimento em genética e ter uma atenção para a população de plantas aplicada. O checklist da produtividade, para ele, conta com a genética em primeiro lugar, depois, a capacidade de produtividade da planta e o desempenho de cada planta, harmonizada com o solo e com o ambiente.

Usar sementes de alta capacidade fisiológica, com alto vigor, é uma opção. A indústria sementeira vem adquirindo estrutura física, informação e conhecimento para atender aos produtores. No entanto, além de o produtor ter que tomar cuidado com a utilização dessas sementes, elas também não poem ser vistas como um insumo que não falha. Uma semente de alta qualidade pode formar uma lavoura de baixo potencial se as outras condições não forem benéficas.

Confira, no vídeo acima, o debate completo com Paulo Dejalma Zimmer.

Por:
João Batista Olivi e Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • geraldo emanuel prizon Coromandel - MG

    O mercado de sementes, depois do domínio das multinacionais, passou a ser o maior engodo, só propaganda. Sujam as melhores variedades com um "gen" qualquer, de benefício duvidoso, a vendem a um preço absurdo. Não se importam em desenvolver novas variedades realmente produtivas, vou citar dois exemplos: há 35 anos atrás meu pai colheu a soja "David" 156 sacas por alqueire (no Paraná), sem dizer da "Brague". Ha 20 anos atrás, colhemos 73ha de " conquista" (em Minas).- São produtividades consideráveis até hoje.. Evoluímos em fertilidade de solo, não em qualidade genética de sementes. E digo mais: nunca paguem adiantado uma semente de multinacional, elas se negam a lhe devolver o dinheiro em caso de problemas com a semente.

    2
    • carlo meloni sao paulo - SP

      Não ter tecnologia e' ser refém dos outros----A Embrapa depois do aparelhamento do PT ficou pior ainda----Assim caminha a humanidade ... dos b....

      0
    • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

      A quantidade de partidos políticos é inversamente proporcional ao número de pesquisas... No nosso pais então chega´se a conclusão que é zero em

      pesquisas...Somos dependentes de importação para manter o complexo granjeiro do

      Brasil e de suínos também...Para a importação por um mês, que começará a faltar ovos frangos e porcos...Não foi atoa que Charles De Gaulle disse na década de 60, que a França tinha descoberto e desenvolvido uma técnica que iria suplantar a bomba atômica...pouco tempo depois sob a desculpa de peste suina, foram matando os nossos porcos...Com relação as granjas,,,fecharam a Granja Guanabara que fazia pesquisas do ramo e passamos a importar os pintos que tem o preço de um bezerro exportado na região do Mercosul...Enquanto discutimos política, vamos comendo a comida dos outros...

      0
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. Victor, para enganar inventam aquelas palavras difíceis: Know How, royalties, Economy class e, somos soltos aos ventos predominantes, sem eira nem beira ...

      0
    • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

      É Sr Paulo ...Quando a semente de milho chegar a 1 real o grão, o Brasil toma uma atitude...

      0
    • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

      É Sr Paulo ...Quando a semente de milho chegar a 1 real o grão, o Brasil toma uma atitude...

      0
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. Victor, sei que não há nenhum divã nessa sala de bate papo, mas gostaria de externar alguns pontos do alinhavado do meu viver: ... Sou um Esalqueano de 1974. Minha vivência acadêmica esteve sempre ligada a Entomologia. Meus ícones foram Domingos Gallo, Evoneo Berti Filho (amigo de república), fui estagiário do departamento no controle biológico da cana-de?açúcar, com as mosca cubana e do amazonas. Durante o final do curso fui estagiário do PLANALSUCAR, todo final de semana ia para Araras-SP e, junto com PIETRO GUAGLIUMI passava as melhores horas da minha existência, pois só aprendia o que gostava. ... Fui desvirtuado, ... Aprendi com os erros .... "SOU UM NÓ CEGO DOS ANOS 70" ... Pedi para ser reconsiderado ... FUI USADO !!! ... Deixei alguns amigos por onde passei, mas muitos dissidentes, pois era a voz da MENTIRA ... O Sul Mato Grosso do Sul dos anos 70 ouviram falar do POLA DA FAZENDA PAM ... O NÓ CEGO !!! ... Não estou aqui pedindo perdão, assumo meus erros, mas o que dizer de um jovem de 25 anos triturado na máquina do GERSON (que só quer levar vantagem). ... Ah! Esse que vos escrevinha é responsável pela fabricação do primeiro litro de álcool carburante no estado do Mato Grosso do Sul... Grande coisa ...né!! ... Vai lá fazer em 1978 !!! ... Enfim, depois veio os atuais donos da COSAN & RAIZEN e tornaram-se sócios do empreendimento .... ...

      QUEM VIVEU ... VIU !!!

      Sou um olho gordo do mundo !!!

      VICHÊ !!! ... QUANTA GORDURA !!!

      0
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      CARA ... QUANTA "COISA" !!! ... VOCÊ VÊ QUE O MUNDO DEVE SER ESCRITO COM LETRAS LEGÍVEIS E NÃO COM LETRAS INILEGÍVEIS ... Será que sou "aquilo" que não deveria ter existido? ... Será que estou superestimando o valor de um valor a ser estimado ? ... Quem é o juiz ??? ... QUEM DETERMINA QUEM É O JUIZ ??? ... VOCÊ ACEITA ??? ... ,,, ;;; SÍMBOLOS !!! TENTO ME ATER A UM SER ACEITO !!! ... SOU ACEITO ??? ... VIDA DIFÍCIL !!! ... FORÇA DO MILÊNIO ???? ... VEJA QUE MEU TEXTO TRAZ MUITO MAIS QUESTÕES DO QUE AFIRMAÇÕES !!! ... BOA VIAGEM ... !!!

      0