Programa de produção sustentável da soja em MT é reconhecido por compradores europeus e deve facilitar acesso ao mercado

Publicado em 20/01/2017 13:58
1168 exibições
Brasil pode ampliar participação nas vendas de soja no mercado europeu com programa de produção sustentável
Confira a entrevista de Endrigo Dalcin - Presidente Aprosoja/MT

Endrigo Dalcin, presidente da Aprosoja/MT, participou de uma cerimônia na Embaixada Brasileira em Portugal de confirmação do protocolo de intenções com os compradores de soja da Europa, que passam a reconhecer o programa Soja Plus, da Aprosoja, como programa de soja sustentável, o que pode abrir as portas para a soja brasileira no continente.

O protocolo vem sendo costurado há vários meses e vem logo em seguida de uma assinatura em abril, com a Associação Chinesa dos Compradores de Soja, que também reconheceu o programa e colaborou para o aumento da entrada da soja brasileira na China.

O Soja Plus é um programa de melhoria contínua oferecido gratuitamente para os produtores rurais em uma parceria entre Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) e Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) desde 2011 em Mato Grosso. De lá para cá, foram 1059 agricultores atendidos pelos supervisores de projetos da entidade. Conforme explica Endrigo, não é uma certificação e, sim, um treinamento oferecido para os produtores, com o auxílio da Senar/MT. Com a presença da Abiove em outros estados, que também esteve na cerimônia, será possível estender o acesso às melhorias do programa.

A Iniciativa para Comércio Sustentável (IDH) também assinou esse memorando. Com isso, será possível também realizar um projeto piloto de recuperação de APPs no estado do Mato Grosso, enviando, assim, mais soja responsável e mais soja sustentável para a Europa, oferecendo também auxílio financeiro para os produtores.

São 59 os critérios acordados com a União Europeia, que serão disponibilizados no site da Aprosoja/MT, como forma de deixar transparente as adequações que cada produtor terá de fazer para participar desse mercado.

Em 2016, foram realizados 25 cursos de Qualidade de Vida no Trabalho (NR 31) pelo Soja Plus, ministrados por instrutores do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), que capacitaram 418 participantes.

Entenda porque a assinatura do Memorando de Entendimento da Aprosoja com a União Europeia é um marco histórico para a agricultura brasileira, clique aqui

 

Por:
Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

6 comentários

  • Tiago Gomes Goiânia - GO

    SOJA PLUS, ótima iniciativa (com todo o respeito aos colegas que foram contra).... A conformidade em relação a legislação ambiental brasileira não é nenhum bicho de sete cabeças, ainda mais após o novo código florestal, que tornou a coisa muito mais clara e mais factível de ser cumprida. Com relação à legislação trabalhista, esta sim precisa de muitos ajustes, pois é um número imensurável de normativas para se adequar a ela..., por mais que se tenha vontade não é fácil..., como diz um amigo meu, é quase impossível não cair na malha fina da Lei trabalhista, por mais que vc tente atende-la.

    19
  • José Roberto de Menezes Londrina - PR

    Não podemos misturar o alto nível de preservação ambiental e as tecnologias de melhorias dos recursos naturais desenvolvidas pela agropecuária brasileira, com os aumentos de custos, os atrasos tecnológicos e as armadilhas de criminalização impostas pelas autoridades que comandam a legislação ambiental brasileira.

    0
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Pessoal, aos que querem mudanças na legislação trabalhista, ambiental, não apoiem mais esses caras, pois o que eles estão tentando fazer é dar legitimidade à códigos que só trouxeram e trazem atraso ao país. Os produtores que querem reformas nesse lixo de legislação não podem apoiar iniciativas desse tipo de jeito nenhum.

    1
    • Fernando Engler Palotina - PR

      Isso é colonialismo...

      0
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Lamentável essa postura servil, como quem diz: Olha nós obedecemos tudo o que vocês mandaram, colocamos um nome bonitinho na soja "PLUS", agora queremos uns trocados a mais. Pensam que os governos europeus são como o cabaré do Brasil, em que qualquer nulidade, com uma idéia mediocre qualquer, vai a Brasilia e enche os bolsos de dinheiro.

    1
    • valcir gaiatto Campo Verde - MT

      Concordo Rodrigo, nosso governo e lideranças dão muita atenção aos ambientalistas desocupados, ongs, etc....., e ai criam esses nomes bonitinhos cheios de regras que vão inviabilizando a atividade, daqui uns dias eles vêm com mais exigências e os babacas vão atraz de cumprir. O mundo precisa comer comida e não formalidades, Estados Unidos, Argentina e todos outros países não tem nada dessa babozera e vendem e exportam tudo o que produzem, o que estamos fazendo é abrindo as pernas, ou abrindo um precedente para mais obrigações, vamo para de frescura e sermos um país sério e independente. Precisamos de um TRUMP para votarmos em 2018 para sermos um país com ordem e progresso.

      1
  • Francisco Ramiro dos Santos Água Nova - RN

    SOJA PLUS -- Muito importante para a nossa economia de oleaginosas, principalmente na nossa Região Nordeste

    7
  • Celso de Almeida Gaudencio Londrina - PR

    O Soja Plus significa soja, brachiaria e eucalipto em terra boa.

    4
    • CESAR AUGUSTO SCHMITT Maringá - PR

      Para ser soja plus precisa de umas cinco aplicações de fungicidas, umas 10 de inseticidas, ser colhida em terra indígena e desmatamento da Amazônia?

      2
    • Celso de Almeida Gaudencio Londrina - PR

      Entendi e a terra tem que ser boa.

      2
    • Antonio Nascimento campo mourão - PR

      Bom proveito....

      .

      0