Especialistas do Insper debatem sobre a aquisição de terras rurais por estrangeiros

Publicado em 25/03/2021 13:41 e atualizado em 26/03/2021 09:28 2868 exibições
Marcos Jank e Renato Buranello - Prof. de Agronegócio do Insper e Coord. de Agronegócio do Insper
Entrevista com Marcos Jank e Renato Buranello - Prof. de Agronegócio do Insper e Coord. de Agronegócio do Insper sobre a aquisição de Imóveis Rurais por Estrangeiros

Podcast

Entrevista com Marcos Jank e Renato Buranello - Prof. de Agronegócio do Insper e Coord. de Agronegócio do Insper sobre a aquisiç

Download

Insper: Aquisição de imóveis rurais por estrangeiros. Prós, contras, riscos e experiências internacionais

Aprovado em Plenário no fim de 2020 e atualmente em discussão na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 2.963/2019 do Senador Irajá Silvestre trouxe novamente para debate nacional o tema da propriedade e arrendamento de terras por empresas brasileiras controladas por capital estrangeiro, dividindo opiniões entre agentes ligados ao agronegócio.

Confira análise elaborada pelos professores do Insper sobre o tema :

Por:
Aleksander Horta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Petter Zanotti Assis - SP

    Duas perguntas aos nobres defensores desse projeto de lei ("aquisição de terras rurais por estrangeiros"):

    1) carecemos de investimentos no agronegócio ou precisamos facilitar o acesso ao crédito para o produtor brasileiro produzir mais?

    2) temos terras ociosas suficientes para ofertar a estrangeiros sem que essa oferta restrinja o acesso de terras aos produtores brasileiros?

    Não vejo a menor necessidade de incentivarmos capital estrangeiro para aumentar nossa produção!

    o que precisamos é criar condições favoráveis para o produtor brasileiro que já mostrou que é capaz de crescer e atender o aumento da demanda mundial!

    Favorecer o estrangeiro prejudica nosso produtor que terá mais dificuldade em adquirir terras e crescer, favorecendo a concentração de renda e terras, e colocando em risco nossa soberania!

    Além disso, os analistas do Insper defenderam de forma errada a garantia da segurança alimentar, alegando que mais investimento favorece maior produção de alimentos, esquecendo-se, porém, de considerar que nem sempre o interesse do capital estrangeiro será na produção de alimentos para atender nossa demanda interna.

    Em resumo, é um assunto que merece ser mais debatido e colocado para conhecimento de toda sociedade!

    3
    • Hilario Bussolaro Cascavel - PR

      Quem defende isso pra mim nao vele o que come deve ser ligado e receber vantagens de alguma forma, temos um povo carente de terras para trabalhar e não precisamos de ninguém de fora pra isso so bandido defende isso tirar do nosso povo para outros, sendo que temos aqui, como arrumar um pais com um povo que não ama sua própria patria, falam dos americanos mas até nas cadeias tem bandeiras deles, em tudo eles carregam a bandeira deles e sempre estão na frente de tudo, mas e mais facil criticar ou passar pra outros fazer o qua não somos capazes de fazer, isso e covardia pura

      1
    • Matteus Sanches Santa Cruz do Rio Pardo - SP

      Acredito que somente a liberdade econômica pode proporcionar riqueza para as pessoas. E isso inclui a possibilidade de estrangeiros adquirirem terras no Brasil. Sem competição, não há melhoria. Quando restringimos a possibilidade de estrangeiros adquirirem terras no Brasil, tiramos a liberdade dos investidores de terras lucrarem mais com a competição. Não podemos defender a liberdade só nos que interessa. Além disso, poderíamos ter uma maior oferta de crédito internacional no agronegócio brasileiro, tendo em vista a maior segurança jurídica quanto à possibilidade de recuperação de crédito.

      53
    • Hilario Bussolaro Cascavel - PR

      O capital estrangeiro compra o pais em um ano ... pra ser pessimista 6x1 no dólar... acho que vc quer ser escravo da China ... o Brasil é nosso e ponto final... temos gente pra trabalhar e precisamos de patriotismo ...só isso nos fará grande e não capacho dos estrangeiros que há anos nos chamam de macacos é assim que somos menosprezados...

      1
    • Petter Zanotti Assis - SP

      Matteus Sanches, liberdade econômica é sempre bemvinda! Mas sem pensamento estratégico pode nos levar à ruína! Responda a seguinte pergunta para refletir sobre esse assunto: precisamos de capital estrangeiro para comprar terras e aumentar nossa produção ou precisamos facilitar o acesso ao crédito do produtor rural brasileiro, viabilizando um sistema de garantia contra oscilações climáticas e de mercado (seguro)?

      Investimentos estrangeiros em pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias de produção são benvindas, mas não há nenhuma vantagem para o país em abrir a possibilidade de estrangeiros comprarem terras por aqui, o que só nos traria inflacionamento no preço das terras, gerando mais concentração de renda e de terras o que dificultaria o crescimento do nosso produtor rural que já demonstrou capacidade de suprir o aumento da demanda mundial de alimentos.

      Outro ponto não abordado diz respeito ao risco da nossa soberania, pois grandes extensões de terra nas mãos de estrangeiros poderiam ser usadas como pretexto para interferência em nosso território.

      1
    • Heber Marim Katuete - PY - PI

      Parece que ninguém quer entender... está determinado que o objetivo único do Brasil é a produção de alimentos... igual quando éramos colônia de Portugal... simples assim... afinal, não tem nada mais certo de que matar a galinha dos ovos de ouro...

      2