Pasadena: Chevron completa compra de refinaria da Petrobras por US$ 350 mi. Dilma havia pago US$ 1,2 bilhão

Publicado em 02/05/2019 00:29 e atualizado em 02/05/2019 01:07
427 exibições
Transação foi finalizada nesta quarta-feira com o pagamento pela Chevron de cerca de R$ 1,8 bilhão à estatal brasileira

HOUSTON (Reuters) - A Chevron informou nesta quarta-feira ter concluído a compra por 350 milhões de dólares da refinaria de Pasadena, no Texas, da Petrobras.

A conclusão do acordo marca o fim de um polêmico projeto da empresa brasileira, que trouxe severos prejuízos à petroleira. A compra da refinaria de Pasadena, em 2006, desencadeou uma investigação sobre corrupção. A refinaria, porém, custou cerca de US$ 1,2 bilhão (quase R$ 4,8 bilhões) à companhia brasileira.

A venda foi acertada em janeiro, mas a Chevron suspendeu a transferência da planta, que produz 112.229 barris de petróleo por dia, em 2 de abril, dizendo que a Petrobras deveria provar que a refinaria operaria como prometido, disseram fontes à Reuters.

A refinaria de Pasadena é a segunda da Chevron na costa do golfo dos Estados Unidos.

A Chevron queria a refinaria para processar petróleo bruto doce vindo de seus campos na Bacia Permian do Texas.

"Essa aquisição comprova a força dos nossos negócios na costa do golfo, permitindo que possamos fornecer mais do nosso mercado de varejo na região com produtos produzidos pela Chevron, e nos posiciona por uma melhor conectividade para os nossos ativos na bacia Permian", disse Mark Nelson, vice-presidente executivo da Chevron para derivados e químicos.

Além da refinaria, a Chevron adquiriu a PRSI, subsidiária da Petrobras que opera a refinaria e a PRSI Trading, que vende em mercados de brutos e refinados. A PRSI também tem um tanque de armazenamento de 5,1 milhões de barris e 143 acres adicionais de terras ao longo do canal de navegação de Houston.

Fonte: Reuters

0 comentário