Período de pressão nos preços do boi gordo no RS parece ter chegado ao fim. Oferta escassa de animais dá suporte ao movimento de recuperação

Publicado em 17/04/2015 12:21 e atualizado em 17/04/2015 16:36
833 exibições
Período de pressão nos preços do boi gordo no RS parece ter chegado ao fim. Oferta escassa de animais dá suporte ao movimento de recuperação

O preço da arroba do boi gordo em São Paulo continua firme, trabalhando no intervalo de R$150,00/@ a R$151,00/@ comercializações abaixo desse valor têm dificuldades de acontecer.

Diante da oferta restrita, as indústrias tem que pagar mais pela @, no entanto, não conseguem repassar esse reajuste no preço da carne, visto que o consumo também está em baixa.

Renato Bittencourt, analista da Lance Agronegócios, explica que apesar da demanda desaquecida o principal motivador para novas altas é a oferta que ainda não deu sinais de melhora.

"A expectativa é que de maio em diante aconteça pressão pela diminuição de oferta devido à época da seca, mas ainda não sabemos quanto esse preço pode subir", explica o analista.

Tipicamente nos mês de março e abril, o Rio Grande do Sul tem um período de vazio forrageiro que diminui a oferta de pasto, por isso os pecuaristas "tentam vender todos os animais até o final de abril inicio de maio, então geralmente tem uma pressão de final de safra de verão", afirma Bittencourt.

Segundo Renato, a oferta de bois no pasto está significativamente menor, e mesmo com a chegada do período de seca não devemos ver um grande volume de animais ofertados no mercado.

Até mesmo o consumo interno no Rio Grande do Sul - estado tradicionalmente consumidor de carne - não tem registrados bons números. "A tendência é de firmeza, tipicamente no mês de maio já contamos com alta nos preços, porque é a época de vazio forrageiro que diminui muito a oferta de animais para o abate" conclui o analista.

Tags:
Por: Aleksander Horta e Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

3 comentários

  • Eduardo Ferraz Pacheco de Castro Cuiabá - MT

    Pedro, não existe qualquer relação entre a ausência generalizada OFERTA de boi gordo para o abate, com o preço dos grãos. Os bovinos que vivem no Brasil, em sua imensa maioria, se alimentam de capim. Esse animais que seriam abatidos para o consumo dos anos 2014, 2015, 2016 e por confirmar-se também 2017, sequer chegaram a nascer... O número de matrizes foi severamente reduzido e estamos vivendo agora, um vazio de oferta, quase um vácuo na produção. Não existe gado hoje que abasteça toda a escala Frigorífica. O governo perdeu totalmente o controle da inflação. Não tem boi... Não tem mágica... O preço sobe... Simples assim.

    Se você acha que o boi está caro, é porque talvez não saiba que nossos vizinhos da América do Norte, logo ali, pagam em 2015 mais de R$ 4.500 pra comprar um bezerro macho desmamado de 10 meses, ao passo que no brasil ele custa hoje em média R$ 1.200.

    Isso mesmo, o bezerro americano, por exemplo, está sendo comercializado a U$ 1.500 (Mil e Quinhentos Dólares) por cabeça.

    Agradeçamos então, aos talentosos criadores brasileiros que ainda lutam bravamente na atividade, proporcionando à população o acesso à carne nacional: uma carne natural, gostosa e de qualidade.

    Vai um churrasquinho aí?

    Abraços.

    0
    • Pedro Fonseca de Souza São Paulo - SP

      Estimado Eduardo, Brasil é muito grande assim com o seu rebanho , areas que foram tomadas pela caná principalmente vem sendo devolvidas para pecuária e norte do pais o rebanho vem crescendo a taxas chinesas. Nosso "vizinho" que estão ao "lado" USA, não serve de paramentro o boi deles é outro, assim como se voce for comprar um carro aqui o nos USA, gasolina lá tb, tudo é diferente. Boi é uma commodity transacionada internamente , 81% dados 2014, no nosso Mercado é interno! devemos ver a realidade da nossa economia, meu alertá é só para tomarem cuidado pois estão descolados da realidade atual os preços correntes. Veja quanto tá o preço do milho aqui, pilar da cadeia de carnes e me responda , se o milho cai o que acontece com a cadeia de carnes???? Abs

      0
  • Pedro Fonseca de Souza São Paulo - SP

    Este titulo até parece brincadeira.!! milho e soja que não param de cair RS !! Se fizerem uma conta besta irão ver que não faz algum sentido boi subir com essa economia a cada dia dando mais sinais de maior recessão ultimos anos. e com os grãos caindo como a cadeia de carnes irá subir ??! Produtores não se iludam! aproveite o ciclo para se capitalizarem e investirem em infraestrutura de suas propriedades.!

    0
  • Roberto Vinicius Vasco Moura Sao paulo - SP

    Estou extremante pessimista com o futuro da Pecuária Brasileira...., estou observando uma bolha nos preços da arroba do Boi gordo..., vejo que o boi gordo é a unica commodity do mundo descolada de tudo e de todos..., com a economia Brasileira em frangalhos e economia mundial patinando, estamos vendo a grande derrocada das Commodities mundial em 2015, preço do petróleo, preço do minério de ferro nas minimas históricas... vejo também uma forte retração dos preços dos grãos e commodities softs patinando como cafe, açúcar e algodão, enquanto a @ do boi esta avessa todos as variaveis.... vejamos: exportaçaoes brasileiras em 2014 de carnes representando apenas 19%, ou seja consumo interno cerca de 81%..., agora, esse ano, estamos vendo um cambio mais forte e as exportações continuam patinando, com alguns dos principais compradores de carne brasileira de fora do mercado... Russia, Venezuela e e Irã por estarem com economias fragilizadas..., no cenário interno a coisa é bem pior! grande massa salarial perdendo poder de compra pela inflaçao em niveis descompassados com o crescimento e os empregos mais produtivos no caso da industria com consecutivas demissões... portanto, temos uma tempestade perfeita para uma queda dos preços da @ do boi.

    Não podemos ser hipócritas e achar que isso é normal, frigoríficos quebrados simplesmente comprando boi caro e vendendo carne mais barato..., semana passada tivemos fechamento de mais de 4 médios frigoríficos com cerca de 2.500 funcionários na rua..., a medida que o tempo passa eles vão quebrando a conta gotas..., o grande vilão que tenho visto e estão distorcendo os preços do bezerro e boi magro são os aventureiros investidores de outras culturas como cana e açúcar e leigos de mercado que querem aproveitar essas altas para achando que podem se dar bem -- é o caso de médicos, advogados, engenheiros e etc. --- esses certamente vão pagar a conta, será que o mercado é tao irracional assim?? ao ponto de subir em duas quaresmas consecutivas e subir em boca de safra? o giro aumentou muito, o mercado é rápido, em breve veremos limites de quedas na BM&F, alguem discorda? abs

    0
    • Roberto Vinicius Vasco Moura Sao paulo - SP

      Ola Rogério, Dados do IBGE o nosso rebanho vem crescendo a 2,5 % a.a , mas o brasil é muito grande , emboras na tua região não ve mais boi em outras como a região norte, não para de aumentarem seus rebanhos caso do pará, Rondônia etc. Deixa eu te dar um exemplo pratico de eficiência, Relatório do USDA mostra que o rebanho americano é de cerca de 90 milhões de cabeças o que deve produzir em 2015 11 milhões de toneladas de carne, considerando que o rebanho americano é o menor dos ultimos 50 anos, já nosso querido Brasil com 200 milhões de cabeça vai produzir esse ano cerca de 10,5 milhões e meio de toneladas, estamos atrasados sim! mas com simples estalar de dedos podemos dobrar a produção de carne nos próximos anos. abs,

      0
    • Telmo Heinen Formosa - GO

      Brasil tem 200 milhões de cabeças de gado? Só no chutômetro do IBGE porque na prática tem muito menos. É quase impossivel nosso desfrute ser de apenas 20%. Com a expansão da soja sobre as pastagens e as restrições para desmatamento além da obrigatoriedade de recuperação de APP's, proibição do gado beber água diretamente nos córregos e rios, o Brasil investirá em confinamentos. Nossa população bovina logo, logo não ultrapassará 150 milhões de cabeças. O tempo da carne vermelha barata já se foi...

      0
    • Dalzir Vitoria Uberlândia - MG

      Caro Roberto Vinicius..voce precisa conhecer mais a realidade do mercado ao produtor rural...aliás os bons preços só chegam ao meio rural via redução drástica de oferta que é o caso dos bovinos...com o estoque de matrizes existentes vai longe o mercado com falta de oferta....portanto neste caso as demais condicionantes não interferem...

      0
    • roberto vinicius vasco moura Osasco - SP

      Fala Telmo tudo bem? Está certo agora se quiser ver boi somente no zoológico!! Acabou de sair que o Boi entrou para lista de animais ameaçados de extinção, vamos comprar que tá barato.

      0