Frigoríficos alongam escalas e devem fechar abates de janeiro nesta semana de olho na chegada de fêmeas em fevereiro

Publicado em 14/01/2019 11:56 e atualizado em 14/01/2019 18:38
877 exibições
Escalas em SP foram para 7,6 dias úteis e o boi pode ficar em R$ 149.150 ao final do mês. MG tem negócios nos níveis paulista e no MS a pressão mais forte já é sentida.
Gustavo Rezende Machado - Analista da Agrifatto

Podcast

Entrevista com Gustavo Rezende Machado - Analista da Agrifatto sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

No estado de São Paulo, os frigoríficos alongaram as escalas de abate para 7,6 dias úteis e a expectativa é que as programações devem ser preenchidas para até o final do mês de janeiro. Além disso, a tendência é que tenha mais oferta de fêmeas a partir de fevereiro.

De acordo com o Analista da Agrifatto, Gustavo Rezende Machado, as escalas de abate conseguiram avançar nos últimos dias. “O valor da arroba em São Paulo começou o ano valorizada com negócios a R$ 153,00/@ e os frigoríficos conseguiram preencher as programações. Porém, eu acredito que as indústrias querem preencher as escalas até o final do mês”, afirma.

Como os frigoríficos não têm a necessidade de atender uma demanda aquecida, acaba não pressionando as cotações e isso faz com que os preços se ajustem de uma forma gradual. “Em outros estados às escalas estão um pouco mais estreitas, ou seja, isso alimenta um cenário de preços firmes como é o caso do Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais”, relata.  

Atualmente, as referências para o boi gordo no estado de São Paulo estão ao redor de R$ 151,00/@. “Para as próximas semanas, eu vejo esse mercado sustentado e equilibrado com alguns ajustes para baixo. Então, é possível que termine o mês de janeiro com a arroba cotada a R$ 150,00”, comenta.  

Por: Giovanni Lorenzon e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário