Boi em Campo Grande (MS) segue travado, vaca perde R$ 5 e produtores estão preocupados com estoque de capim para a seca

Publicado em 05/02/2019 12:50 e atualizado em 05/02/2019 16:11
712 exibições
Quem não consegue manejar o gado, tem que aliviar as pastagens pelo tempo seco e quente, em período que o produtor teria de começar a pensar em ter estoque de capim para o fim das águas. Boi a R$ 141/vista e vaca R$ 127/128 novilha R$ 129.
Orivaldo Mello - Pecuarista

Podcast

Entrevista com Orivaldo Mello - Pecuarista sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

O mercado para o boi na cidade de Campo Grande no estado do Mato Grosso do Sul está travado no momento, com os preços não remunerando os pecuarista da melhor maneira possível. Atualmente o boi é negociado a R$ 141,00, a vaca gira em torno de R$ 127/128 e a novilha fica em R$ 129,00.

“A situação da pecuária está muito difícil, nós temos que fazer muito esforço para ver se consegue ficar no mercado e esperar que melhore o preço. Dia 21 de janeiro eu matei vaca a 133 reais e hoje está a R$ 128/127, então isso tira o nosso lucro, cinco reais por arroba é muito dinheiro”, conta Orivaldo Mello, pecuarista de Campo Grande/MS.

Outro fator que preocupa os produtores sul mato-grossenses é a baixa quantidade de chuvas no estado entre o final de 2018 e o início de 2019, que pode prejudicar o estoque de campim das propriedades. “Dezembro foi ruim de chuva e janeiro também, então esse período está pior do que a seca do ano passado. Esse período para nós é de fazer estoque de capim a campo e a chuva não está sendo suficiente para nós e isso dificulta mais do que já está sendo difícil”, comenta Mello.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por: Giovanni Lorenzon e Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário