Boi em Barretos/SP firme com menor volume de acabados e confinamento adiantado devendo tirar animais do pico de safra

Publicado em 14/02/2019 12:59 e atualizado em 15/02/2019 12:23
1716 exibições
Novilhas também estão compondo lotes de abates (além da procura pela China) na ausência de bois mais inteiros. Escalas para terça/quarta da semana próxima. Negócios na casa de R$ 154/155, com 30 dias. Reposição cara, mas produtor também não está correndo atrás porque não tem onde colocar os bezerros com pouco pasto.
Juca Alves - Pecuarista

Podcast

Entrevista com Juca Alves - Pecuarista sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

A seca que atingiu diversas regiões do país entre dezembro e janeiro fez com que as boiadas encurtassem com pouca disponibilidade de pasto para que elas ganhassem mais corpo e deixou o confinamento em algumas regiões já com cara de primeiro giro.

“Na nossa região faltou chuva e levou a antecipar o confinamento. Esse boi vai começar a sair em final de fevereiro ou começo de março, um boi que é de pasto e está adiantado já que era para sair lá para o meio do ano. Com isso o preço está melhor do que no final da estação passada, em torno de R$ 155,00 para 30 dias”, comenta Juca Alves, pecuarista de Barretos/SP.

Além disso, as exportações seguem firmes sem cair, inclusive as exportações de fêmeas para a China estão muito firmes. E a expectativa de retornar as vendas para a Rússia seguem altas por parte dos pecuaristas.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por: Giovanni Lorenzon e Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário