Frigoríficos em SP e MT fazem lição de casa, garantem escalas com boi a termo até o final do mês e evitam pressão de alta na @

Publicado em 14/08/2019 13:21 e atualizado em 14/08/2019 14:25
1095 exibições
Apesar do avanço nos preços da carne no atacado, valor da arroba tem pouca oscilação
Gustavo Rezende Machado - Analista da Agrifatto

Podcast

Entrevista com Gustavo Rezende Machado - Analista da Agrifatto sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Nos estados de São Paulo e Mato Grosso, as indústrias frigoríficas preencheram as programação de abate com o boi a termo até o final do mês. Com as escalas mais confortáveis, as empresas vão buscar por matérias primas apenas para preencher pequenas lacunas na programação.

Segundo o analista de mercado da Agrifatto, Gustavo Rezende Machado, o preço da carne no atacado registrou um aumento nos últimos dias. “Esse movimento é em função do início de mês e teve um melhor desempenho no escoamento. Atualmente, a carne está cotada a R$ 10,35/kg e recuperou os patamares de 30 dias atrás”, comenta.

No estado de São Paulo, a arroba está sendo comercializada ao redor de R$ 156,00 a R$ 158,00. “É um intervalo que vem se mantendo desde o começo desse mês, mas tem negociações com premiações para animais destinados a China e Europa que conseguem valores nos patamares de R$ 160,00/@ a R$ 161,00/@”, aponta.

Com relação ao aumento da demanda, o analista salienta que pode atrasar uma resposta sobre a abertura de novas plantas frigoríficas habilitadas a exportar para a China. “Essa questão coloca uma nuvem maior neste cenário que tinha uma expectativa de notícias positivas ainda neste mês, mas com o adiamento da viagem da Ministra da Agricultura para a Ásia pode postergar um pouco essa definição”, ressalta.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário