Professor Paulo Emílio Prohmann contesta dados sobre emissões de gases geradas por bovinos

Publicado em 05/09/2019 11:40 e atualizado em 06/09/2019 08:52
1038 exibições
Estudos recentes, feitos nos Estados Unidos e no Brasil, mostram que emissão de gases de efeito estufa na pecuária é absorvido pelas pastagens
Paulo Emílio Prohmann - Professor

LOGO nalogo

A pecuária é constantemente considerada como uma grande fonte de geração de gases de efeito estufa, já que os animais emitem gás metano através do "pum" e do "arroto". Porém, estudos recentes feitos nos Estados Unidos e no Brasil, demonstram que a geração desses gases é bem menor que o esperado. Além disso, o sistema de pastagens, quando bem manejado, acabam absorvendo grande parte dessas emissões.

Para trazer informações como essas, a Cooperativa Maria Macia, com sede em Campo Mourão - PR e voltada para a produção de carne bovina, desenvolveu o projeto “Quebrando Paradigmas”. De acordo com a proposta do projeto, são inúmeros os paradigmas a serem quebrados, como o real impacto de emissão de gases de efeito estufa pelos bovinos de corte, assunto que é abordado neste primeiro episódio.

Além desse, o consumo de água pela pecuária, os impactos do consumo de carne na nutrição humana, entre outros, serão apresentados nos próximos episódios. Trata-se de uma rara oportunidade para apresentar resultados científicos em uma linguagem clara, simples, desmistificando informações veiculadas na mídia muitas vezes de forma inadequada.

Arte sobre a emissão de metano na atmosfera

Tags:
Fonte: Cooperativa Maria Macia

2 comentários

  • carlo meloni sao paulo - SP

    Mas a emissao do boi nao e' CO2, e' metano... dificil compensar um com o outro...

    1
    • carlo meloni sao paulo - SP

      De qualquer forma o artigo e' muito util porque a agricultura/pecuaria/criaçao so' responde com 10% de todos os gases que provocam o dito aquecimento global

      1
    • Getulio Coutinho

      ...interessante e esclarecedor. Adiantando a proxima reportagem, o Ch4 (metano) é duzentas vezes mais gerador de efeito estufa que o CO2. Com o tempo, o metano vai se oxidando na atmosfera. Outras considerações, que os colegas tem feito são válidas: só um tipo de capim, pasto sem arvores, sem leguminosas e sem quebra vento - só as arvores dão um refresco para os animais e o maior conforto (sombra) já compensa. Outro ponto, desde o Paraná até o Pará quase que só tem pasto de braquiaria - tenho uma parte de mata no sito, que no inverno, o gado anda e come alguma coisa. e já faz uma diferença.

      8
    • carlo meloni sao paulo - SP

      Getulio, eu desconhecia essa periculosidade do metano... Mas como o ser humano tambem solta metano, e hoje temos 7 bilhoes de pessoas, fale-nos onde se pode encontrar literatura sobre esse perigo do metano...

      1
    • carlo meloni sao paulo - SP

      No Google diz que o metano provoca aquecimento 20 vezes mais do que o CO2, porem tranquilizem-se porque o CO2 e' 200 vezes maior do que a quantidade de metano..

      2
    • VINICIUS CAETANO MARTIN Curitiba - PR

      Getulio voce esta certo...pastagem diversificada, arvores compondo a paisagem...aproveitar o ambiente produzindo madeira, sombra bem estar animal e chuva....sim chuva...reciclar nutrientes que a pastagem não consegue buscar ...e ainda tornar sua propriedade realmente sustentavel ganhando mais dinheiro e aumentando seu valor de mercado...eu não acho dificil de entender isso...é por aí...aconselho ver o que a agricultura sintropica esta fazendo...mudando este paradigma de corte raso.

      3
  • VINICIUS CAETANO MARTIN Curitiba - PR

    A pecuaria feita com profissionalismo, utilizando o potencial forrageiro das arvores, rotação de pastagens e animais e apostando em consorcios mistos florestas e campos é muito ecologico e rentavel ...o que acontece é que muitos produtores acabaram por seguir no caminho do corte raso e pastagens de uma só especie o que é muito ruim e dispendioso, apostar em genetica a pasto é tambem uma alternativa mais rentavel.

    4