Mercado do boi segue firme em MS com valorizações semanais e novas altas previstas para os próximos 15 a 20 dias

Publicado em 30/09/2019 12:42 e atualizado em 30/09/2019 15:46
483 exibições
Férias coletivas de frigoríficos do JBS em MS são normais nessa época do ano. Pelo menos 3 unidades estão com as atividades paralisadas nesse momento
Frederico Stella - Diretor da Famasul

Podcast

Entrevista com Frederico Stella - Diretor da Famasul sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Os frigoríficos das regiões de Coxim/MS, Anastácio/MS e Ponta Porã/MS deram férias coletivas aos funcionários para realizar manutenção na indústria já que neste período a oferta de animais é menor. A expectativa é que no meio de outubro já comece a ter ofertas de animais do segundo giro do confinamento.

Segundo o Diretor da Famasul, Frederico Stella Borges, o frigorífico nas regiões de Coxim, Anastácio e Ponta Porã deram férias coletivas aos funcionários. “Essa é uma estratégia que a empresa utiliza no momento de menor oferta de animais e todos os anos eles faziam isso. Conversando no frigorífico de Anastácio em que já tem confirmado as férias coletivas do próximo ano”, relata.

Na região de Anastácio, o frigorífico exportar a produção para Israel que deixa de comprar neste período do ano. “O país de Israel é o carro chefe da localidade, mas nesta época não tem muita demanda e o frigorífico aproveita esse momento para dar férias coletivas e fazer a manutenção da indústria”, comenta.

Com relação à oferta, a liderança destaca que as programações de abate estão curtas e os preços estão firmes com tendência de alta. Atualmente, o frigorífico da JBS está pagando por um boi gordo em torno de R$ 151,00/@ a R$ 152,00/@, com trinta dias. “Nós tivemos relatos de alguns casos de negócios próximos a R$ 155,00/@ a prazo para o boi China na região de Iguatemi/MS”, aponta.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário