Com possibilidade de novas altas para a arroba, pecuaristas devem aproveitar o momento

Publicado em 11/11/2019 12:48 e atualizado em 11/11/2019 15:26
2994 exibições
Com feriado dessa sexta-feira (15) e o início das festas de final de ano, as indústrias estão em busca de animais para compor as escalas de abate e podem ofertar valores maiores. Atualmente, os preços para o boi gordo estão ao redor de R$ 180,00/@ para descontar o funrural.
Felippe Reis - Analista da Scot Consultoria

Podcast

Entrevista com Felippe Reis - Analista da Scot Consultoria sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Com a proximidade das festas de final de ano e feriados, as indústrias frigoríficas estão em busca de animais para atender ao aumento de demanda do final de ano. Diante desse cenário, é possível que tenha oferta de preços maiores para a arroba e os pecuaristas devem aproveitar esse momento para conseguir boas margens de lucros.

De acordo com o Analista de mercado da Scot Consultoria, Felippe Reis, o cenário é de disponibilidade restrita de animais e não é esperado um aumento do volume de boi de cocho ou de pasto em um curto prazo. “A disputa entre as indústrias por matéria-prima tem aumentado e temos um momento favorável para o consumo com o recebimento do 13º salário, festas de final de ano e exportações recordes”, comenta.  

Até o momento, as programações de abate estão ao redor de 3 a 4 dias úteis no estado de São Paulo e Pará. No caso das empresas que trabalham com boi a termo estão com as escalas mais confortáveis de 5 a 6 dias úteis. “Mesmo essas indústrias não tem testado no mercado preços menores, isso mostra que os compradores não estão apostando no aumento do volume de animais”, relata.

Atualmente, as referências para a arroba em São Paulo estão acima dos R$ 180,00/@, considerando o preço bruto. “Quando faz os descontos dos impostos, os preços ficam próximos de R$ 178,50/@, à vista. Segundo o levantamento da consultoria, das 32 praças pesquisadas 19 já registraram valorizações nesta segunda-feira”, afirma.

Para os animais com destino a exportação, tem ofertas acima dos R$ 182,00/@ a R$ 183,00/@ no estado de São Paulo. “Os produtores que tem animais ainda em confinamento devem aproveitar essa oportunidade de negociar, mas o animal precisa ter até 30 meses e ser abatido com até quatro dentes”, ressalta.

Com relação às exportações, o analista destaca que neste ano o Brasil embarcou mais de 100 mil toneladas por mês. “Foi um ano extremamente favorável para as exportações, na qual tivemos a variação cambial favorecendo e a demanda asiática cada vez mais intensa”, reforça.

Por: Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário