Pressão sobre a carne no atacado pode ser minimizada com menor oferta de animais confinados em novembro e maior demanda interna no final do ano

Publicado em 19/10/2021 12:46 e atualizado em 19/10/2021 15:09 2607 exibições
Douglas Coelho - Sócio da Radar Investimentos
Ministra Tereza Cristina envia carta à autoridade chinesa e se dispõe a tratar pessoalmente a suspensão do embargo à carne bovina brasileira

Podcast

Pressão sobre a carne no atacado pode ser minimizada com menor oferta de animais confinados em novembro e maior demanda interna no final do ano

Logotipo Notícias Agrícolas

A queda dos preços da carne bovina podem ser amenizadas diante da baixa disponibilidade de animais terminados em novembro e com um aumento da demanda interna. A referência da carcaça casada bovina recuou nos últimos dias devido a segunda quinzena em que o consumo recua e o preço está próximo de R$ 17,91/kg, sendo que estava precificada em R$ 18,05/kg.
 
De acordo com o Sócio da Radar Investimentos, Douglas Coelho, as indústrias frigoríficas estão testando preços balcão para a arroba ao redor de R$ 265,00/@ a R$ 260,00/@. “Por enquanto, não temos registro de grandes volumes sendo negociados nestes patamares. A oferta de gado terminado do confinamento que estava represada está sendo abatida neste mês de outubro, por isso acreditamos que em novembro deve ter menos oferta disponível para abate”, informou.
 
Com relação às exportações, Coelho destacou que o mercado já esperava essa queda significativa nos embarques até a terceira semana de outubro. “A média diária ficou próxima de 4 mil toneladas e isso reflete o quanto dependemos dos chineses para as exportações de carne bovina”, comentou. 

Por:
Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário