Cotação da arroba do boi no MS segue ajustada, mas clima seco pode atrasar entrada de animais

Publicado em 24/01/2022 12:15 e atualizado em 24/01/2022 18:46 1822 exibições
Frederico Stella - Diretor da Famasul
Para diretor da Famasul, colocar animais em confinamento não é viável por conta dos altos preços do milho

Podcast

Entrevista com Frederico Stella - Diretor da Famasul sobre Mercado do Boi Gordo

Logotipo Notícias Agrícolas

No estado do Mato Grosso do Sul, as referências da arroba do boi gordo estão ajustadas em função do equilíbrio entre a oferta e a demanda. No entanto, as condições climáticas mais secas devem atrasar a entrada de animais no mercado nos próximos meses.  

O Diretor da Famasul, Frederico Stella, reportou que dependendo do frigorífico a diferença de preço oferta está próxima de R$ 10,00/@. “O animal com destino ao mercado externo está sendo negociado a R$ 320,00/@, enquanto o animal comum está em torno de R$ 310,00/@. Já no caso da vaca, a cotação está na média de R$ 290,00/@ a R$ 300,00/@”, comentou. 

Neste período do ano, a região registra um aumento no volume de animais terminados no pasto. “Agora, não vamos ter um volume significativo diante do veranico em boa parte das localidades que comprometeu a disponibilidade de gado. Não compensa o produtor terminar o animal em confinamento, pois os valores da ração estão elevados e a rentabilidade fica prejudicada”, afirmou. 

O volume dos animais abatidos tiveram uma redução de 11,6%, na qual o estado abateu 3,4 milhões de cabeças no último ano. “O percentual de fêmeas abatidas está cada vez menor, sendo que no último ano tivemos uma queda de 17% na participação de fêmeas no abate. Por isso, acreditamos que ainda vamos seguir com a retenção de fêmeas”, relatou. 

Por:
Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário