Mercado do Boi: Arroba segue sustentada em R$ 320,00 a 330,00, podendo haver alta dependendo do câmbio e escalas de abate

Publicado em 05/07/2022 12:17 e atualizado em 05/07/2022 16:51
Gustavo Figueiredo - Sócio da Radar Investimentos
Atenção neste segundo semestre à possibilidade de retomada de plantas desabilitadas pela China para exportação e movimentação cambial, que podem elevar as cotações

Podcast

Mercado do Boi: Arroba segue sustentada em R$ 320,00 a 330,00, podendo haver alta dependendo do câmbio e escalas de abate

Logotipo Notícias Agrícolas

"Não há espaço para baixas no preço da arroba do boi para os próximos dias", ressalta o sócio da Radar Investimentos, Gustavo Figueiredo. Segundo ele, em São Paulo os valores da arroba seguem sustentandos em torno de R$ 320,00 a R$ 330,00, enquanto0 em outros Estados, não há negócios abaico dos R$ 300,00 a arroba devido à escassez de animais para abate, especialmente os padrão China.

Se no primeiro semestre as margens do pecuarista estavam apertadas devido aos altos custos de produção, somado às más notícias e acontecimentos, como suspensão das habilitações d eimportantes plantas frigoríficas brasileiras que exportavam para a China e lockdowns no gigante asiático por casos de Covid 19, o cenário começa a mudar.

Agora, conforme aponta Figueiredo, há um ágio entre R$ 10,00 a R$ 15,00 para o boi, uma vez que o dólar está mais alto, as notícias negativas em relação à China passam a ser passado, além do preço da carne suína no país asiático estar 50% mais cara desde maio, o que ajuda a puxar os preços da carne bovina em escala internacional.

Nesta onda, a carne bovina brasileira, de acordo com o especialitsa, é uma das mais competitivas, equiparando-se apenas ao Paraguai, com uma arroba valendo US$ 60,00. 

O que precisamos ficar de olho para os próximos meses é a questão do confinamento, com possível aumento na oferta de animais, uma vez que com a entrada da safrinha de milho os custos de produção devem baixar, além do fator cambial e da possibilidade de a China reverter as suspensões da habilitação nos frigoríficos brasileiros.

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário