Queda nas temperaturas em MG sustenta altas em Nova York e clima passa a ditar os preços para o café a partir de agora

Publicado em 29/06/2020 15:09 e atualizado em 29/06/2020 15:56 1832 exibições
Haroldo Bonfá - Analista de Mercado e Diretor da Pharos Consultoria
Inmet prevê que as temperaturas no sul de Minas Gerais, assim como geadas com fraca intensidade, devem acontecer no final desta semana

Podcast

Entrevista com Haroldo Bonfá - Analista de Mercado e Diretor da Pharos Consultoria sobre o Mercado do Café

Download

LOGO nalogo

Os preços na Bolsa de Nova York (ICE Future US) chamaram atenção para o mercado futuro do café arábica nesta segunda-feira (29). A previsão de queda nas temperaturas ainda nesta semana Minas Gerais gerou uma reação no mercado e os principais contratos tiveram picos de altas acima de 400 pontos durante o pregão. 

"O mercado estava relativamente tranquilo e com as notícias de geadas no dia 2 e de julho, o mercado reagiu de uma maneira espetacular, e que é muito significativo para um mercado que estava caminhando de lado e realmente o efeito é climático", destaca Haroldo Bonfá, analista da Pharos Consultoria. 

Bonfá destaca que o próprio clima ditará ritmo de mercado daqui pra frente. "O mercado gosta de antecipar e fechando acima de um dólar é uma ótima notícia, mas tem muita água pra rolar, temos julho e agosto inteiro, que são mesesd frios e outras ondas de frio podem ocorrer. O mercado volta a trazer volatilidade e para alguém que não tinha preço fechado, realmente é um ótimo momento para fechar negócio", comenta Haroldo. 

Com as altas desta segunda-feira, o mercado futuro do café arábica volta a romper a berreira de 95 cents e o analista reforça que, caso as previsões não se confirmem, os preços podem sim voltar  a ficar abaixo do que o considerado ideal pelo setor. Até o momento, o clima ajudou na colheita do café e apesar dos trabalhos aconteceram de maneira mais lente por conta da pandemia, a safra no Brasil não enfrenta grande problemas neste momento. 

Veja análise completa no vídeo acima

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário