Atraso na estação chuvosa não permite safra recorde de café para o Brasil em 2020, afirma CNC

Publicado em 27/07/2020 15:29 2473 exibições
Silas Brasileiro - Pres. Conselho Nacional Café - CNC
Entrevista com Silas Brasileiro - Pres. Conselho Nacional Café - CNC sobre o CNC contesta especulações de safra recorde

Podcast

Entrevista com Silas Brasileiro - Pres. Conselho Nacional Café - CNC sobre o CNC contesta especulações de safra recorde

Download

LOGO nalogo

O Conselho Nacional do Café (CNC) afirmou nesta segunda-feira (27) que a safra 2020 de café do Brasil não será recorde e se situará próxima a 60 milhões de sacas, conforme os números oficiais levantados pelo governo federal. Silas Brasileiro, presidente do CNC,  reforça que os insistentes números apresentados por agentes internacionais podem ter a intenção de depreciar as cotações do produto. Brasileiro destaca que o atraso na estação chuvosa é um dos principais motivos para o país não ter uma produção tão expressiva como vem sendo divulgado no mercado. 

"Nós estamos hoje colhendo cerca de 65% do café do Brasil e nós estamos vendo números que estavam sendo levantados desde o início, levando em consideração que o estoque de passagem que não foi publicado ainda pela Conab, será o melhor dos últimos tempos", destaca. Silas reforça ainda que o Brasil terá café suficiente para atender tanto a demanda interna como externa de café. 3

Silas destaca que após incertezas com o consumo de café, o cenário continua positivo para o Brasil no cenário interno e externo. "O consumo se refletir em alguma coisa, será muito pouco ou quase nada", afirma. No caso do mercado externo, o presidente reforça que o consumo começa a ser retomado em importantes polos, como Europa e Ásia. A expectativa também é positiva para as exportações, que devem manter a tradição de aumento nos embarques no segundo semestre. 

 

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário