Alta Mogiana tem 90% da safra colhida e contabiliza 40 sacas de café por ha, 45% a mais que em 2019

Publicado em 13/08/2020 15:57 e atualizado em 13/08/2020 17:59 1313 exibições
Saulo de Carvalho Faleiros - Diretor comercial da Cocapec
Produtor agora aguarda pelo retorno das chuvas, já pensando na produção da nova safra

Podcast

Entrevista com Saulo de Carvalho Faleiros - Diretor comercial da Cocapec sobre o Acompanhamento de Safra do Café

Download

LOGO nalogo

A colheita de café na região de Franca, na Alta Mogiana, também já está na sua fase final. Segundo Saulo de Carvalho Faleiros, diretor comercial da Cocapec, o clima foi favorável durante o desenvolvimento da safra e na colheita, garantindo uma produção de qualidade e de bos números. A região está colhendo em média 40 sacas de café por hectare, número que representa um aumento de 45% em relação ao ano passado. 

Já para os cafés em fase de processamento, Saulo destaca que o andamentos dos trabalhos estão em 60% e na fase de varreção entre 55 e 60%. A Cocapec destaca que o produtor não encontrou problemas com a mão de obra, que era uma das incertezas no começo da colheita. Segundo Saulo, a única diferença em 2020 é que a mão de obra foi feita por moradores da cidade, que tiveram os empregos afetados por conta da pandemia do Coronavírus. 

A expectativa da cooperativa agora é que as chuvas voltem acontecer regularmente nos próximos dias. Saulo destaca que o tempo seco foi muito favorável para a colheita, mas que neste momento já era preocupações com a próxima produção. "Daqui pra frente cada dia sem chuva pode resultar em prejuízo", afirma. As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia para os próximos dias são positivas para o produtor. Os modelos mais atuais indicam que um sistema deve atingir todo o estado de São Paulo e com boas precipitações. 

Falando em mercado, o gerente comercial destacou que o produtor soube aproveitar as altas dos preços no mercado futuro e já entrou na colheita com parte da safra travada com preços positivos. Já no mercado físico, a alta do dólar deu suporte para os preços e nos últimos dias a saca de 60kg foi negociada com valores entre R$ 570 e R$ 580,00 na praça de Franca. 

Confira a entrevista completa no vídeo acima

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário