Café: Produtor precisa estar atento às oportunidades no mercado futuro, que deve voltar apresentar mais volatilidade

Publicado em 14/08/2020 15:37 e atualizado em 14/08/2020 16:25 1643 exibições
Cesar de Castro Alves - Consultor de Agronegócio do Itaú BBA
Cenário no entanto continua positivo para o mercado do café, tendo em vista que as cotações não foram diretamente afetadas pela pandemia até o momento

Podcast

Entrevista com Cesar de Castro Alves - Consultor de Agronegócio do Itaú BBA sobre o Mercado do Café

Download
LOGO nalogo

O consultor de agronegócio do Itaú BBA, Cesar de Castro Alves, destacou em entrevista o Notícias Agrícolas que as próximas semanas poderão ser de bastante movimentação para o mercado do café na Bolsa de Nova York (ICE Future US). A semana foi marcada por preços abaixo dos 115 cents/lbp na segunda-feira (10) e pelas altas no pregão da quinta-feira (13), que ultrapassaram os 400 pontos. 

"Eu entendo que alguns fatores possam estar ajudando na recuperação recente em plena colheita, acho que a seca favorece muito a colheita, mas complica um pouco o próximo ano", comenta. Além disso, Cesar destacou as baixas nos estoques certificados nos Estados Unidos e também as movimentações do dólar em queda durante esta semana, elementos importantes para a formação de preços na Bolsa e que reflete diretamente no mercado físico. 

O especialista não descarta que novas baixas voltem acontecer nos próximos dias, apesar dos fundamentos e ações técnicas serem positivas para o mercado neste momento. "Existem razões para o café cair, razões técnicas e o produtor tem que olhar isso com cuidado, mas a verdade é que neste momento está favorecendo o produtor", explica. 

O produtor de agora em diante vai encontrar dois possíveis cenários para os próximos dias, sendo um deles a entrada da nova safra e as condições de clima para florada. Destacou que há previsão de chuvas para a próxima semana, mas é que necessário que as chuvas sejam constantes para garantir o bom pegando da florada. Caso as condições sejam favoráveis à produção, o mercado pode voltar a registrar quedas. "Todo o racional é para quedas de preços até pelo tamanho da nossa safra", comenta. 

Veja a entrevista completa no vídeo acima 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário